A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/05/2012 18:18

Estatística aponta redução na criminalidade no Estado, diz Sejusp

Nadyenka Castro

Números apresentados pelo secretario de Justiça e Segurança Pública Wantuir Jacini apontam que reduziu roubos e homicídios

Jacini apresentou números que apontam redução na criminalidade. (Foto: Kayke Niz/ Divulgação)Jacini apresentou números que apontam redução na criminalidade. (Foto: Kayke Niz/ Divulgação)

Estatística apresentada pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) aponta redução na criminalidade no Estado nos primeiros quatro meses deste ano.

De acordo com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, números obtidos através dos registros de ocorrências apontam queda de 20% nos crimes de roubo no primeiro quadrimestre deste ano, se comparados ao mesmo período do ano passado.

A Sejusp diz ainda que nos 78 municípios do Estado os índices de roubo apresentaram queda de 12,6% nos números registrados no primeiro quadrimestre.

Em 2011 foram contabilizadas 2.540 ocorrências, enquanto no mesmo período deste ano foram registrados 2.220 casos, o que representa 320 ocorrências a menos nos primeiros quatro meses deste ano - números que estão acima das metas estabelecidas anualmente pela Segurança Pública do Estado que variam de 6% a 8%.

Os roubos em residências também apresentaram queda de 19,1% no comparativo do primeiro quadrimestre, passando de 94 casos registrados em 2011 para 76 casos contabilizados em 2012 somente na Capital.

A queda de 9,2% registrada em todo Estado mostra que os roubos em residências caíram de 184 fatos registrados no ano passado, para 167 ocorrências este ano.

Os roubos de veículos na Capital caíram 17,6% no mesmo período. As estatísticas demonstram que em 2011 foram registradas 198 ocorrências, enquanto 2012 somam 163 veículos roubados. Em todo o Estado o índice caiu 9,9%.

Para Jacini, as reduções nos casos de roubo são decorrentes do plano de redução de criminalidade, desenvolvido através do Programa MS Forte Segurança, lançado no início do ano passado.

“Os dirigentes das polícias Civil e Militar trabalham através de uma ferramenta que estuda a criminalidade, chamada georreferenciamento. Com estas informações podemos direcionar recursos de pessoal e material para o melhor enfrentamento do crime”, conta Wantuir Jacini.

Homicídio - A Sejusp informa que também houve queda na quantidade de homicídios culposos (quando não possui intenção de matar) no trânsito da Capital.

Em 23 de fevereio, Andrey Galileu Cunha, foi morto a tiros. Ele era passageiro de um Fiat Siena. Caso ainda não foi concluido pela Polícia. (Foto: Marlon Ganassin/ Arquivo)Em 23 de fevereio, Andrey Galileu Cunha, foi morto a tiros. Ele era passageiro de um Fiat Siena. Caso ainda não foi concluido pela Polícia. (Foto: Marlon Ganassin/ Arquivo)

Os números mostram que de janeiro a abril de 2011 foram feitos 32 registros, enquanto no mesmo período deste ano foram realizadas 26 ocorrências, queda de 18,7% nos casos de homicídios culposos de trânsito.

Os dados da Sejusp não levam em consideração as vítimas de acidente de trânsito que morrem em hospitais, como é o levantamento feito pelo GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito).

Para o secretário, os números têm mostrado os resultados do trabalho preventivo realizado pela Polícia Militar e de ações repressivas da Polícia Civil do Estado, explica Jacini.

“Os crimes estão acontecendo em menor quantidade, prova disso, são os números que temos apresentado. E os crimes que ainda acontecem, a Polícia Civil está esclarecendo, prendendo os autores e desarticulando quadrilhas. Este trabalho reflete na redução dos crimes que mais impactam a sociedade, que são os praticados contra a vida e contra o patrimônio”.

Investigação - De acordo com as estatísticas apresentadas desde o primeiro mês de 2012 até abril, os crimes de homicídios dolosos mostraram elucidação de 57,1%.

Os dados mostram que a Capital acumula 54,8% dos casos elucidados e no interior os números chegam a 57,9%. “Estes números estão muito acima da média nacional, onde a resolubilidade é de 20%. Aqui no Estado mais que duplicamos esta meta e superamos as nossas expectativas. Temos investido em capacitação de efetivo e aprimoramento da gestão em nossas polícias”, contou Jacini.

O comparativo do primeiro quadrimestre de 2011/2012 em todo o Estado mostrou queda de 3,7 % no número de homicídios dolosos. Se somados os números de todos os municípios do interior, principais contribuintes para a inclinação deste percentual, a redução foi de 5,8% nos casos de homicídios dolosos. O mesmo acontece com os crimes com resultado de morte que caíram 8% na Capital, passando de 75 ocorrências em 2011 para 69 casos em 2012.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions