A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/07/2012 21:17

SOS Morosidade defende volta do expediente integral no Judiciário de MS

Nyelder Rodrigues
Conselheiro do CNJ, Jefferson Kravchychyn, participou do evento ao lado do presidente da OAB-MS, Leonardo Avelino (Foto: Divulgação)Conselheiro do CNJ, Jefferson Kravchychyn, participou do evento ao lado do presidente da OAB-MS, Leonardo Avelino (Foto: Divulgação)

Representantes da advocacia, magistrados e promotores expuseram suas ideias e chegaram ao consenso que o Judiciário necessita de uma renovação, durante o lançamento do SOS Morosidade. No debate, a principal meta aprovada foi o retorno do debate sobre o expediente completo nos Fóruns e Tribunal.

O plenário da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso do Sul) foi o palco do lançamento do programa da Ordem. Durante o evento, realizado na quinta-feira (19), foram debatidos os problemas da Justiça do Estado.

Os participantes entenderam que o retorno ao expediente completo para atendimento da Justiça Estadual é o ponto principal para resolver o problema da demora da justiça. Além disso, existe o problema do excesso de processos por juiz.

De acordo com o conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Jefferson Kravchychyn, que participou do debate, a média de processos por juízes a cada ano é quatro vezes superior a média mundial.

No país, cada juiz recebe anualmente 4696 processos, sendo que menos de 70% são resolvidos, enquanto no resto do mundo são cerca de 1 mil processos por magistrado.

Com menos de uma semana em operação, o SOS Morosidade já registrou 33 reclamações dos operadores de Direito. Antes, em fase de teste, foram 360 denúncias oficializadas e enviadas para os tribunais competentes.

As denúncias podem ser feitas pelo site da OAB-MS, o www.oabms.org.br, ou pelo telefone (67) 9987-9231, 24h por dia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions