A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/01/2012 19:15

Fábio Trad questiona diferença na indicação de dirigentes do Dnit e Funasa

Paula Maciulevicius

Parlamentar se mostra contrário a pressão política feita em cima da escolha dos cargos

Após manifestar inquietação quanto a nomeação política em órgãos federais do Estado na semana passada, o deputado federal Fábio Trad (PMDB) voltou a se posicionar sugerindo que a escolha seja feita em cima de critérios técnicos e não políticos.

O parlamentar usou como exemplo a escolha do novo dirigente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) em Mato Grosso do Sul para questionar por que à frente da Funasa o critério adotado foi diferente se os dois são órgãos federais vinculados a ministérios.

“Quando da escolha do novo dirigente do Dnit em MS, sugeri que os parlamentares da nossa bancada federal subscrevessem à Presidência da República solicitando a indicação de um técnico, servidor de carreira e com vida limpa”, afirmou.

O questionamento levantado por Fábio Trad é que depois de um processo de quebra de compromisso firmado entre os líderes das bancadas do PT e do PMDB, foi nomeado um político para a Superintendência.

“Se a presidente Dilma Roussef, em relação ao Dnit, exigiu alguém de carreira, não tem por que ser diferente com relação à Funasa”, indaga.

Segundo o deputado, o posicionamento dele também é contra a pressão política que estava sendo feita para a ocupação do cargo, por entender que não há sentido em se relacionar uma função técnica aos interesses de bancadas partidárias.

“Preocupa-me a agressiva disposição do PT em monopolizar o aparelho estatal como se fosse a única força política do país. A impressão que tenho é que estão fortalecendo o governo às custas da fragilização do estado", ressaltou Fábio Trad.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...


Quando não é do PMDB, o 'critério' tem que ser técnico 'néahn??'Bobinho' esse menino...
 
maria augusta silva ferreira em 31/01/2012 09:57:08
Entendo que o Deputado Fabio Trad está apenas querendo aparecer. Faz de qualquer oportunidade um palanque. Penso que deveria trabalhar mais, efetivamente, em favor da população e não apenas usar de retórica como um advogado que tenta ludibriar o jurado em favor do cliente. Até agora não se tem notícia do que esse senhor teria feito além de falar, falar, falar. Tal qual o pai.
 
Carlos Henrique Soares em 30/01/2012 09:21:52
Muito boa essa intervenção do Deputado Fábio Trad e se os demais trabalhassem honestamente estaria brigando para colocar na Função um de Carreira; o Estado tambám teria que fazer o mesmo. Nós temos elemento ocupando cargo do qual nunca fez nenhum curso e os funcionários de carreira ficam chupando o dedo, no dia de eleição querem voto.
 
luiz alves pereira em 30/01/2012 07:44:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions