A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/03/2011 12:11

Jacini diz que falta estrutura para criação de batalhões em MS

Fabiano Arruda e Ítalo Milhomem

Secretário diz que estudos sobre o assunto ainda estão sendo feitos

Cigcoe pode virar Bope. (Foto: Arquivo/João Garrigó)Cigcoe pode virar Bope. (Foto: Arquivo/João Garrigó)

O secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini, afirmou nesta manhã, em Campo Grande, que falta estrutura para criação de batalhões em Mato Grosso do Sul.

Algumas companhias da Polícia Militar podem ser transformadas em batalhões, com estruturas maiores, como a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito), e a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações especiais), que passaria a ser chamada de Bope (Batalhão de Operações Especiais).

No entanto, segundo Jacini, para que isso ocorra é preciso um número mínimo de viaturas, policiais, armamentos e equipamentos. Na sede da Cigcoe, chegou a ser pintada a inscrição Bope, mas o projeto foi vetado pelo secretário nesta semana.

O secretário pontua que esta estrutura é necessária para que o batalhão não seja criado apenas no papel e que a unidade reverta benefícios à população.

“Só estaríamos aumentando a estrutura sem o efetivo necessário”, explicou o secretário, sobre a não criação dos batalhões até o momento.

Questionado sobre o veto de a Cigcoe passar a se chamar Bope, o secretário voltou a explicar que são apenas por questões estruturais. Explicou que estudos continuam sendo feitos para a criação de batalhões e admitiu que a Cigcoe poderá ganhar a nova nomenclatura.

Efetivo - O titular da Sejusp ressaltou ainda que, só no ano passado, foram incorporados 1,6 mil policiais, entre civis e militares, contudo, as corporações sofreram baixas com aposentadorias em 2010. O secretário não soube precisar o número de aposentadorias.

Ele também destacou que alguns policiais mais velhos que atuam no policiamento na rua foram substituídos por servidores mais jovens, por conta da melhor condição de preparo físico.



Enquanto o secretario de justiça e segurança publica, naum fazer pressao para que possa ser liberada a verba, marginais estao nas ruas traficando, rubando e até msm sequestrando.
 
jonathan douglas em 04/03/2011 08:50:25
Penso que navegar nas ondas do filme Tropa de Elite não é a melhor saída para tornar a polícia mais eficiente. Falta é comando para as polícias que não se entendem. Essa briga é antiga entre civil e militar. Vem um delegado aposentado da Polícia Federal que não entende nada de segurança pública e começa a inventar. O governo precisa olhar mais para a Educação, formar cidadãos, com isso a violência na fase adulta diminuiria com certeza. Se os soldados com Ensino Médio reclamam de salário, imaginem um professor que tem o piso de R$ 1.181,00. E não me venha dizer que é outra função que policial enfrenta bandido.É tudo conversa fiada. O cara se forma e já pede para ir trabalhar com Deputado, Tribunal de Contas e por aí a fora. Quando este país valorizar a Educação, com certeza será possível melhorar. Ramão Cabreira - Professor - Mestre em Educação.
 
Ramão Duarte Cabreira em 04/03/2011 08:44:26
CONCORDO SIM COM O PROFESSOR MESTRE EM EDUCAÇAO, QUANDO ELE CITA O SALÁRIO DOS PROFESSORES QUE É REALMENTE MUITO DEFASADO,DESATUALIZADO ETC. PORÉM SENHOR PROFESSOR CADA SECRETARIA TEM SUA DIFICULDADE POR EXEMPLO A SEGURANÇA PÚBLICA HOJE É CLAMOR POPULAR TODOS QUEREM UMA POLÍCIA, REALMENTE COM PODER DE POLÍCIA, NO ENTANDO ESTAO TIRANDO SEUS PODERES. AGORA O SENHOR DIZER QUE UM SOLDADO PM GANHA O QUE GANHA PORQUE TEM SOMENTE O SEGUNDO GRAU O SENHOR ESTA DE BRINCADEIRA. PODE PERGUNTAR SE TODOS OS PMS NAO GOSTARIAM DE FAZER UMA FACULDADE IGUAL AO QUE O SR TEM, PARA SIM AÍ PODERMOS REALMENTE BRIGAR POR SALÁRIO DIGNO E ATENDER A POPOLAÇAO COM ORGULHO OU QUER QUE TOMEMOS TIROS DOS BANDIDOS DE GRAÇA. SOU SD PM COM MUITO ORGULHO E QUANDO ESTOU DE SRV "MATO" UM LEAO POR DIA PARA IR EM PAZ PARA MINHA CASA REVER MINHA ESPOSA E MEUS FILHOS,FIQUE COM DEUS.
 
RONIVALDO FERNANDES PALERMO em 04/03/2011 06:52:54
Segurança Pública é bem de primeira necessidade. Sem segurança não há possibilidade de ter educação, saude e desenvolvimento. Ter uma policia motivada e bem remunerada quem ganha é a comunidade.
A criação de unidades maiores cria a espectativa de efetivamente ser implementada com mais homens e equipamentos para o desepenho de sua funções.
Todo trabalhador tem o direito de pleitear e galgar promoções, na policia não é diferente.
 
Milton Gomes Silveira em 03/03/2011 08:48:55
E novas delegacias, ninguém pensa em construir?
 
Paulo Souza em 03/03/2011 08:17:03
o que a populaçao precisa é de segurança, esses nomes fantasiosos nao vai melhor em nada a segurança pública, batalhoes especiais em que, só muda a cor da roupa o corpo é o mesmo, a policia de um modo em geral, tem que ser bem administrada e bem paga, hoje o pobre só tem uma viatura policial em seu bairro quando já aconteceu a tragendia ai nao adianta mais, o que a gente ve nos jornais é soldado com as maos para tras olhando o corpo da vítima no chão;a polícia preventiva por baixo dos panos, faz o policiamento diferenciado, do qual pobre nao faz parte, nos grandes mercados existe até cazinhas para PB de viaturas, enquanto os pequenos mercados das periferias são assaltados constantemente.
 
jose silva dos santos em 03/03/2011 08:13:22
O estado policial esta sendo criado aqui.Pena que o estado bandidal sempre esta na frente.Porque não colocam esse montão de estrelados que estao em serviços burocraticos na rua, para fazer jus aos vencimentos?
 
Joao Jonas da Costa em 03/03/2011 08:07:25
Wantuir Jacini-------> você é SHOW.....
Tem que acabar com esse camuflado urbano......cria animosidade entre eles mesmos...tem que ser todo mundo de azulzinho....principio da igualdade....
ai ia ficar como o povo fala...ta tudo azul....beleza
 
Gilmar candido em 03/03/2011 08:05:45
E as resoluçoes que ia ser reformuladas para os MAIS BURRINHOS entenderem o que virou disso, pelo que parece elas estão valendo.
 
Rubens ferreira em 03/03/2011 07:19:40
o nome nao voga nada oque importa e mostrar serviço
 
adilson pinto em 03/03/2011 06:57:08
presta bem atençao no que vou escrever, esses dias precisei vir de onibus de corumba para campo grande, sai de onibus da 11.30 da noite, tomei todas para deitar e dormir, quando passou 15 minutos cheguei numa revista que tem logo na saida de corumba, lampiao aceso, veio os caras te colocam de pe, virado de cara para a parede, fica um te revistando e dois com metralhadora nas suas costas, e a maior humilhaçao que um ser humano pode passar, se tem que fazer a revista que façam mas pelo menos com um pouco de educaçao, outra porque nao fazem um serviço de escuta, rastreamento, trabalho de investigaçao a cidade e pequena penso que e facil de saber quem e quem, que usem cachorro farejador, que façam uma pequena entrevista, mas tudo com educaçao, os caras tratam a todos como se fossem bandidos, e outra nao sao do nosso estado, tao longe de casa, sabe se la qual e o problema do policial, enfim achei aquilo um absurdo, entao pode se criar a policia que quiser mas que trate a populaçao com respeito sabendo que nem todas as pessoas sao bandidas e nem todos sao traficantes, coloquem policias devidamente formando com salario bom , com uma pespicacia , com bom censo,
 
luiz fernandes em 03/03/2011 06:42:41
A jogada da PM era transformar o CIGCOE, que é uma Companhia, em BOPE, Batalhão, aumentando assim a quantidade do efetivo e por conseguinte, de graduados, o que implicaria AUMENTO não necessariamente de produtividade, mas seguramente de gastos com os soldos do militares.
Se não, vejamos:
Uma Companhia é uma unidade militar tradicionalmente comandada por um Capitão. Dependendo da missão tem entre 62 a 200 militares.
Um Batalhão é comandado por um oficial superior (tenente coronel) e é constituído por um certo número de companhias, normalmente entre três e cinco, o que equivaleria há vários CICGOE dentro do BOPE, com vários capitães, tenentes, sargentos, cabos e soltados, composto por mais de 200 militares.
É bem verdade que os policiais civis e militares têm salários miseráveis, mas precisamos aumentar a eficiência no Serviço Público de um modo geral. Fazer mais com menos.
Campo Grande, MS

 
Adonias Trapani em 03/03/2011 05:43:46
Nome de policia nao adianta nada,e muito nome mas pouco serviço,bope,getran,peltran,civil,dof,bof,de nada adianta se não trabalhar pela populaçao,com segurança e tranquilidade para a sociedade ,que paga os salarios do policiais,e da segurança!
 
eder reis em 03/03/2011 05:20:18
Não é necessário criar nomes e unidades , é necessario por a policia para trabalhar, com esse admitradores que estão ai vai continuar esta bagunça que esta ai.
 
maria auxiliadora em 03/03/2011 04:52:42
porque ao invés de gastar dinheiro com homens armados vcs não investem em crianças com livros por exemplo. Ciencia e tecnologia também são importantes sabiam...
 
elias lemes em 03/03/2011 04:38:39
já avisaram o Vagner Moura que ele não vem mais pra campo grande?
 
Luis Soto em 03/03/2011 01:46:09
Conversa pra boi dormir.Com os batalhões cria-se novas vagas para promoções que aliás, estão mais do que atrasadas e é isso o que ele não quer...
 
mario césar pereira em 03/03/2011 01:28:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions