A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

02/02/2017 12:40

Famílias que desejam casa própria tem subsídio de até R$ 6 mil em MS

Governo assinou um termo de acordo e compromisso com a Caixa Econômica Federal para complementar a capacidade de financiamento imobiliário

Yarima Mecchi e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja, à esquerda, e Paulo Antunes, à direita. (Foto: Alcides Neto)Reinaldo Azambuja, à esquerda, e Paulo Antunes, à direita. (Foto: Alcides Neto)

As famílias que desejam uma casa própria em Mato Grosso do Sul podem conseguir subsídio de entre R$ 1,5 mil e R$ 6 mil na compra. Nesta quinta-feira (2) o Governo do Estado e a Agehab (Agência de Habitação Popular de MS) assinaram um Termo de Acordo e Compromisso com a Caixa Econômica Federal visando o repasse de subsídio estadual para complementar a capacidade de financiamento.

Conforme publicado no Diário Oficial do Estado, as famílias que querem se beneficiadas devem ter renda máxima de R$ 2.350,00 ao mês. O Governo Federal, em 2016, lançou no Programa Minha Casa Minha Vida 3, uma nova modalidade, ampliando os subsídios do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) que chegam a R$ 30 mil.

O Governador do Estado avaliou que essa é uma alternativa para as famílias do Estado pararem de pagar aluguel e dar mais incentivos para a compra da casa própria. "É uma forma de buscar novas alternativa nesse momento de crise. Mesmo não estando fácil a economia, o Estado resolveu disponibilizar esse valor que vem da fonte 100, recurso próprio. Essa alternativa é para a população carente saia do aluguel e tenha casa própria", avaliou o governador.

 

Valor de casas tem limite conforme municípios. (Foto: divulgação)Valor de casas tem limite conforme municípios. (Foto: divulgação)

A secretária de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani, disse que existe um déficit habitacional em MS de 70 mil casas e 85% das pessoas que precisam são de famílias até três salários minimo, que se encaixa na renda mensal. "Ao todo são 100 mil famílias inscritas na Ageahb e é importante o recadastramento para atualização de dados".

Conforme divulgado pelo Estado, a meta é beneficiar 2,4 mil famílias até 2018, com investimento de até R$ 14 milhões. Desta forma, este Programa com a parceria do Governo do Estado é uma grande oportunidade para atender as famílias de menor renda ativando a economia do Estado. "Esta é um forma de movimentar a economia. Surgem novas empresas e geração de emprego para o setor imobiliário", disse Avesani.

Os subsídios são para cidades que tenham acima de 50 mil habitantes, de acordo com a última estimativa populacional do IBGE (Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística). O preço dos imóveis varia de R$ 90 mil em Naviraí e R$ 115 mil em Campo Grande.

O diretor de Habitação da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes, disse que os estados e municípios precisam apresentar projetos habitacionais para a Caixa. "Essa parceira vai viabilizar novas construções no Estado e amanhã tem uma reunião com empresas do setor para discutir investimentos", afirmou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions