A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/01/2017 06:00

Governadora responde atriz e sai em defesa da geografia

Priscilla Peres

Cutucão - A governadora em exercício Rose Modesto (PSDB) usou o seu perfil do Facebbok para responder a atriz Danielle Winits. Em entrevista ao vivo à ‘TV Morena’ no sábado, a estrela global referiu-se à cidade como “capital do Estado de Mato Grosso.” Foi corrigida por um jornalista, que a lembrou do complemento “do Sul.” “É mesmo, esqueci que existe essa rixa”, explicou a atriz.

Resposta  - “Danielle, não existe rixa, o que existe são dois estados: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul! Seja bem-vinda a Mato Grosso do Sul e um ótimo espetáculo”, alfinetou a governadora. Winits está em Campo Grande para a apresentação da peça teatral de comédia “Depois do Amor - Um Encontro com Marilyn Monroe”, no Teatro Glauce Rocha, onde contracena com o marido e também ator André Gonçalves.

Será? - “Vou cortar os cabelos nas próximas eleições para prefeito”, brincou a governadora em exercício Rose Modesto (PSDB), durante cerimônia no Tribunal de Justiça. No último pleito, marqueteiros da então candidata à prefeitura da Capital bem que tentaram um corte moderno e jovial, mas a tucana resistiu, alegando que o cabelo longo e pesado era sua marca registrada.

Coisas da política - Durante a solenidade do TJ-MS, também estava o oponente de Rose nas eleições, Marquinhos Trad (PSD). A troca de farpas e olhares bélicos entre os dois durante a campanha eleitoral deu lugar a cumprimentos protocolares. Aliás, em janeiro foram inúmeros os encontros, com Rose governadora e Maquinhos prefeito. Mas o desconforto acaba nesta semana, com o retorno de Reinado Azambuja (PSDB) à função de chefe do Estado.

Olha a faca - Azambuja, como de praxe, tirou um mês de férias para viajar, descansar, aproveitar a família, os netos, e praticar um de seus hobbies prediletos: a pescaria. Já na chegada, se reunirá com Rose e todo o secretariado para saber como andam as coisas. Entre as pautas, está a finalização da falada reforma administrativa, que promete cortar cargos, comissões e até secretarias.

Pedido de mãe - Durante a reunião com os artesãos na Câmara Municipal, Marquinhos Trad (PSD), lembrou que mãe sempre pediu para o irmão e ex-prefeito, Nelsinho Trad, e agora pede pra ele a criação de uma lei para a feira de artesanato. Lei essa que não existe na legislação municipal.

Sem estrutura – Em nova visita surpresa ao Hospital Universitário ontem, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) encontrou o primeiro problema logo que chegou ao local. Após usar o banheiro, o chefe do Executivo chamou um dos funcionários e reclamou que não havia sabonete para lavar as mãos.

Fenômeno - O responsável pela Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia), Luiz Fernando Buainain, se empolgou ao falar de Marquinhos Trad como prefeito e disse que o atual gestor é um "fenômeno". Buainain destacou que Trad não deixa de atender a população e todos os dias mais de 80 pessoas vão ao paço municipal para se reunir com o Chefe do Executivo.

Famosos - Entre as dezenas de advogados que defendem os réus da Operação Uragano, que em 2010 derrubou a cúpula da política douradense, estão nomes bem conhecidos, como José Valeriano Fontoura, Josephino Ujacow, Ailton Stropa Garcia, o atual presidente da Agepen, e Daniela Weiler Wagner Hall, nova presidente da Câmara de Dourados.

Parado - Entre os clientes de Daniela na ação está Marcelo Machado Hall, marido dela e que na época era secretário da administração Ari Artuzi. Alguns réus já foram condenados ano passado, mas o processo está parado desde de agosto de 2016. Há cinco meses a ação está "conclusa para sentença".

 

(Colaboraram Yarima Mecchi, Alberto Dias, Helio de Freitas e Rafael Ribeiro)

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


o nosso esta foi dividido em 1976, se até agora alguém faz confusão é por não conhecer geografia. agora quanto a atriz, bom a diretora é "fatasma"calma .....(a diretora morreu há um ano) e eles usam o nome dela como diretora da peça.nem assim da publico.
 
Sergio Ferreira de Lima em 30/01/2017 16:37:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions