A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/06/2010 06:43

Fazenda calcula alta de 66% no feijão para cobrar ICMS

Redação

A Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) publicou no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira o valor real de mercado do feijão e do leite, para cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Os novos valores começam a valer para fins de efeitos fiscais no dia 5 de junho, sábado.

No caso do feijão, o aumento chega a 66%. A cotação do quilo do feijão carioquinha que até setembro do ano passado era de R$ 1,08 passou a R$ 1,80. Já para o feijão preto o aumento é de 19,4%, de R$ 1,08 a R$ 1,29, o quilo.

O preço do produto tem disparado nos últimos meses, o que é atribuído à entressafra, segundo o Índice de Preços ao Consumidor e a pesquisa da cesta básica.

O mesmo ocorre com o leite. O valor real do litro leite in natura, conforme portaria da Superintendência de Administração Tributária é de R$ 0,89 nas operações interestaduais, 34,8% a mais que a última cotação, de abril, de R$ 0,66.

Para o boi gordo o reajuste é de 3,24%. Nas operações interestaduais a cotação da arroba salta de R$ 83,80 a R$ 86,00, conforme notificação que informa que a pesquisa foi feita, por telefone, de 24 a 31 de maio.

No caso do óleo de soja bruto quilo passa de r$ 1,86 a R$ 1,82, queda de 2%.

Para a soja em grãos o aumento é de 4,68%, a saca passa de R$ 38,40 mas operações interestaduais a R$ 40,20.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions