A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

14/10/2009 14:36

Frustrados, ambulantes reclamam da distância do Morenão

Redação

Os vendedores ambulantes ficaram frustrados por serem obrigados a ficar a mais de dois quilômetros do Estádio Morenão, onde acontecerá o jogo do Brasil e Venezuela a partir das 18h de hoje. Apesar de reclamar, eles se concentraram em frente ao Parque de Exposições Laucídio Coelho, onde ficou o estacionamento oficial.

"Isso (de ficar longe do estádio) foi a treva", destacou a vendedora de batidinhas, Débora Souza, 40 anos. "Eles fizeram isso por causa da concorrência", lamentou, citando que o preço da coca-cola deve custar R$ 5 dentro do estádio, enquanto os ambulantes a comercializam a R$ 2,50.

Como foi obrigado a ficar longe do local do jogo, o vendedor Luiz Gomes, 56, espera vender metade das bandeiras, bandanas, faixas e brincos alusivos a seleção brasileira.

Já o vendedor de água e refrigerantes, Valmir Fernando Braes, 32, lamentou porque não conseguiu ficar mais perto do estádio. Ele também estava em frente ao estacionamento no Parque do Exposição.

Morenão - Para o torcedor só restou uma opção no estádio, comprar de vendedores credenciados.

Para tomar um refrigerante, comer algo e no final bebe água, pai e filho, por exemplo, não gastarão menos de R$ 20,00.

Uma coxinha, por exemplo, custa R$ 4,00 dentro do Morenão, um refrigerante também custa o mesmo valor, isso no copo. A água sai por R$ 2,00 e ainda existe opção de sorvete (2,50) e cerveja sem álcool (4,00)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions