A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/03/2015 10:05

Governo cria comissão para estudar reajuste complementar dos professores

Leonardo Rocha
Governador mantém negociação com os docentes (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Governador mantém negociação com os docentes (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O Governo estadual publicou decreto que suspende o pagamento da diferença salarial de ¼ do piso nacional, em relação ao piso estadual dos profissionais do magistério e educação básica. Para avaliar este quadro, foi montada uma comissão que irá decidir como será pago o restante do reajuste dos professores, que ao todo seria de 25%. Neste ano, falta uma diferença de 10,98%.

Segundo o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Botareli, foi acordado com o governo estadual que do reajuste de 25% aos professores, seria pago 13,01% e depois através de uma comissão seria discutido como seria feito o pagamento do restante, que seria de 10, 98%.

“Ficou pendente ainda este reajuste e nesta comissão iremos discutir a forma de pagamento, e como esta será feita pelo novo governo. Iremos acompanhar a receita e despesa do executivo, assim como discutir os critérios para esta demanda”, informou o presidente da Fetems.

Botareli apenas discordou de um dos artigos do decreto, que diz que a Secretaria de Educação irá disciplinar os critérios para convocações e aulas complementares dos profissionais, mediante prévio conhecimento da Fetems.

“No nosso acordo não dizia que a Secretaria iria definir os critérios e nós seriamos apenas informados e sim que iríamos acompanhar a discussão através da comissão e dialogar sobre este fato, já que nossa posição é de não ultrapassar uma carga horária de 40 horas aos professores, o inverso disto seria um retrocesso”, disse o dirigente.

Comissão – A Comissão Temporária de Análise do Comportamento Financeiro da Folha de Pagamento do Magistério Público Estadual, terá representantes tanto do governo estadual, como da Fetems. A primeira reunião acontece hoje (05), a partir das 14h30, na Casa Civil, que fica no Parque dos Poderes.

Este grupo de avaliação será formado pelos secretários Eduardo Riedel (Governo), Carlos Allberto Assis (Administração) e Maria Cecília Amendola (Educação), além dos representantes da Casa Civil, Felipe Matos e da Secretaria de Fazenda, Jader Julianelle.

Representando a Fetems, estarão o presidente Roberto Botareli, Jaime Teixeira, Ronaldo Franco, Sueli Veiga e Ademar Plácido. “Esperamos discutir e acompanhar estas ações do governo, assim como expor divergências sobre o pagamento e também em relação as aulas complementares”, disse Botareli.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions