A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

26/05/2010 13:05

Governo revisará refúgio dado a líderes de guerrilha

Redação

O Conare (Comitê Nacional para Refugiados) irá revisar o status de refugiado dado aos três paraguaios acusados de serem líderes do EPP (Exército do Povo Paraguaio) dentro de 15 dias.

A informação foi divulgada pelo assessor do Ministério das Relações Exteriores do Paraguai, Carlos Fleitas, durante entrevista coletiva. A decisão foi comunicada aos paraguaios pela sua embaixada em Brasília.

Os refugiados Juan Arrom, Anuncio Martí e Victor Colmán estão no Brasil desde 2004, quando fugiram após ser condenados por seqüestros e assassinatos no Paraguai. Eles alegaram no pedido que não teriam um julgamento justo e eram perseguidos. Colmán viveu em Campo Grande por cinco anos.

O país vizinho garante que há provas que os três continuam a liderar as ações do EPP do lado brasileiro e sua participação em outros crimes.

Durante a visita do presidente Lula a Ponta Porã, no começo do mês, o presidente paraguaio, Fernando Lugo, enfatizou que apresentaria provas concretas das ações dos três acusados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions