A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/04/2010 17:05

Grupo decide priorizar energia e vender Águas Guariroba

Redação

A Cibe Participações, empresa formada pelos grupos Bertin e Equipav, está negociando a venda da Águas Guariroba, concessionária do serviço de água e esgoto de Campo Grande. O grupo entrou em crise após assumir o compromisso, em 2008, de investir R$ 10 bilhões na construção de 21 usinas termelétricas em quatro anos.

Nos últimos meses, as duas empresas decidiram manter a Cibe, mas para operar apenas na área de energia elétrica. Com a decisão, o Bertin e a Equipav decidiram se desfazer de todas as concessões de saneamento básico e rodovias no País.

Entre as negociações previstas está a Águas, concessionária administrada pelas duas empresas desde o final de 2005. Na época, os paulistas compraram as ações da Agbar (Águas de Barcelona), da Cobel e da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul).

Cinco anos depois, a Cibe negocia a venda da Águas. A assessoria de imprensa do grupo confirmou a negociação neste sentido. No entanto, maiores informações não foram repassadas porque as negociações são confidenciais.

O serviço de água e esgoto de Campo Grande foi privatizado há 10 anos. Em 2003, o prefeito na época, André Puccinelli (PMDB), promoveu intervenção na empresa porque o grupo não tinha cumprido as metas de investimento. Dois anos depois, os espanhóis venderam a concessão.

Agora, quatro anos após a aquisição, o Bertin e Equipav começam as negociações para repassar a concessão. Segundo o presidente da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Delegados, Marcelo do Amaral, a venda só poderá ser concretizada se tiver o aval do município.

A crise - Em setembro de 2008, a Cibe se comprometeu a investir R$ 10 bilhões na construção de 21 usinas termelétricas em quatro anos. Além disso, eles estavam investindo R$ 2 bilhões na construção de mais cinco termelétricas. A previsão era a geração de 5 mil mewatts de energia, o que a transformaria numa das maiores companhias de geração do País.

No entanto, a crise econômica freou os créditos da Cibe Participações. Após a venda dos frigoríficos para o JBS em setembro do ano passado, o Bertin assumiu, sozinho, 11 usinas. As outras 10 continuam na Cibe e precisam ser concluídas até 2013, segundo o Valor Econômico.

Uma outra empresa, a Nova Cibe, foi constituída para assumir as cinco usinas já iniciadas. A empresa terá o Fundo de Investimentos FGST como sócio, que terá 49% das ações após investir R$ 280 milhões e dará para o Equipav.

O Bertin está capitalizado e dá sinais de que poderá cumprir o contrato firmado com o Governo federal. Ele deverá começar a colocar seis unidades em operação em 2011. Já fechou contrato para adquirir 120 grandes motores a diesel e geradores para as usinas, que custarão R$ 800 milhões.

Segundo o Valor, as empresas decidiram que vão manter a Cibe, mas para os investimentos em energia elétrica. O grupo vai comercializar as concessões de saneamento e rodovias vencidas pela Cibe.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions