A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/08/2016 07:59

Hospital do Câncer inaugura dois pavimentos com 20 leitos em setembro

Christiane Reis
Toda a obra deve ser concluída até o fim de 2018. (Foto: Fernando Antunes)Toda a obra deve ser concluída até o fim de 2018. (Foto: Fernando Antunes)

Dois dos nove pavimentos do Hospital do Câncer Alfredo Abrão de Campo Grande devem ser inaugurados no dia 19 de setembro. As áreas que serão entregues são o subsolo e o térreo e vão acomodar, respectivamente, toda a parte de exames de imagem e área de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que vai receber 20 novos leitos, e 10 consultórios oncológicos com especialidades como mama/ginecologia, pele, abdômen, tórax, além de cabeça e pescoço.

A previsão da direção do hospital é manter o crescimento de 20% no número de procedimentos, que deve encerrar 2016 com 190 mil. Tudo o que é feito no hospital é contabilizado como um procedimento.

Segundo o diretor do HC, Carlos Alberto Coimbra, o novo prédio vai contar com 9 andares, numa área de 10.340,3925m2 e os pavimentos serão inaugurados gradativamente, sendo mais dois andares em março de 2017; mais dois até o fim do ano que vem; os outros três até o fim de 2018. “Só com a inauguração dos dois pavimentos, agora em setembro, conseguiremos realizar aqui exames que são feitos por meio de contratos terceirizados”, informou.

Ele detalhou que serviços como ultrassom, tomografia serão feitos no próprio hospital. “ No caso do ultrassom são dois aparelhos novos. Estamos também adquirindo o tomógrafo, que hoje para fazer tomografia terceirizamos, além de mais um raio-x fixo e dois portáteis”, disse. O hospital tem um equipamento de raio-x antigo e fixo. Além disso, o HC também já comprou equipamentos de colonoscopia e endoscopia, cujos exames também eram terceirizados. A intenção é manter os contratos de terceirização, mesmo após a inauguração, pois o trabalho será levado gradativamente para a unidade hospitalar.

Carlos Coimbra lembrou que está há frente do hospital há três anos e meio e que nesse período o Hospital conseguiu várias conquistas. “ Pegamos um hospital com crise de credibilidade grande e conseguimos muito, tanto com o Poder Público, município, Estado e Governo Federal, além dos parlamentares, funcionários, empresários e toda a sociedade. Temos problemas que qualquer hospital filantrópico tem, mas com boa vontade estamos conseguindo vencê-las”, declarou.

 

Recepção no novo prédio. (Foto: Fernando Antunes)Recepção no novo prédio. (Foto: Fernando Antunes)
Diretor estima encerrar 2016 com 190 mil procedimentos. Diretor estima encerrar 2016 com 190 mil procedimentos.

Panorama – O HC é o único hospital especializado em oncologia no Estado e atende 98% de pacientes carentes oriundos do SUS, o que ocorre por meio do Sistema de Regulação (SISREG). Aos pacientes vindos do interior em busca de atendimento é dado suporte, por meio da Rede Feminina de Combate ao Câncer, com uma casa de apoio, que tem média de 1.400 diária por ano , fornecendo estadia, alimentação e transporte durante o período de tratamento. Também são fornecidas cestas básicas, perucas, lenços e acessórios aos pacientes mais carentes. A casa de apoio integra a FCPMS (Fundação Carmem Prudente de Mato Grosso do Sul).

Em 2013 o HC fez 109 mil procedimentos, em 2014 foram 131.954 e em 2015 162 mil. A estimativa é encerrar 2016 com pelo menos 190 mil procedimentos realizados. Atualmente o HC tem 47 leitos, sendo 12 UTIs e 8 consultórios. “Esperamos manter esse índice de crescimento no número de procedimentos realizados, o que me deixaria muito satisfeito”, disse Carlos Corumba.

Articulação – Carlos Coimbra esteve nesta quinta-feira (12) em reunião com o ministro da saúde, Ricardo Barros, para solicitar apoio para aprovação e liberação da vinda de um equipamento de radioterapia de Goiânia para o HC. Para isso ocorra o CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear) precisa aprovar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions