A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/03/2012 12:24

Hospital Nosso Lar pode fechar 40 leitos para dependentes químicos

Wendell Reis

Hospital não está conseguindo atender os pacientes com o recurso repassado pelo SUS

Diretoria do hospital alega déficit de R$ 130 mil ao mês e ameaça fechar leitosDiretoria do hospital alega déficit de R$ 130 mil ao mês e ameaça fechar leitos

A diretora-técnica do Hospital Nosso Lar, mantido pelo Centro Espírita Discípulos de Jesus, pode fechar 40 leitos de psiquiatria que atendem exclusivamente pacientes com dependência química. A situação preocupante foi levada pela diretora-técnica do Hospital Nosso Lar, Ana Carolina Ametlla Guimarães, aos deputados na sessão da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (28).

Ana Carolina explica que o hospital recebe um repasse mensal de R$ 209 mil do SUS (Sistema Único de Saúde), para atender 160 leitos, sendo 40 destinados aos pacientes com dependência química. Destes pacientes, 50% são de Campo Grande e outros 50% do interior do Estado.

Com a grande demanda e o pouco recurso, o hospital acumula um déficit de R$ 130 mil ao mês. A diretora explica que com o repasse, mal o hospital consegue oferecer alimentação. Ela entende que o fechamento dos leitos é um retrocesso, mas não vê outra saída, tendo em vista que deseja oferecer um bom atendimento.

Segundo a diretora, o repasse atual é de R$ 43 por paciente, quando o necessário seria R$ 81. A preocupação é maior por conta do aumento da dependência no Estado. Ana Carolina teme que o impacto seja negativo para o Estado, com consequências na segurança pública, assistência social e educação.

Os deputados da Comissão de Saúde e Seguridade Social da Casa estão tentando resolver o problema. Na segunda-feira (26) eles visitaram o hospital e prometeram concentrar esforços para buscar convênios como Governo do Estado, prefeituras e a Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul). Segundo Lauro Davi (PSB), os deputados pretendem continuar a gestão para que o assunto seja resolvido de forma definitiva.

A deputada Mara Caseiro (PTdoB) defendeu um envolvimento maior da bancada federal. Ela entende que a política nacional de enfrentamento às drogas não atende o Estado, excluindo os órgãos públicos que oferecem tratamento aos dependentes químicos.



É LAMENTAVEL MESMO,SOU ENFERMEIRA E FIZ ESTAGIO NO NOSSO LAR NO ANO DE 2002 FOI UMA GRANDE EXPERIENCIA NÃO SÓ PRA MIM MAS PRA TDA A TURMA DE ESTAGIARIOS.GOVERNANTES GASTAM DINHEIRO PUBLICO COM TANTAS BOBAGENS PODERIAM SE CONCIENTIZAR E INVESTIR NESTE HOSPITAL Q POR SINAL É REFERENCIA NO ESTADO.
 
karina silva em 30/03/2012 04:31:34
Infelizmente a questão social nunca foi e nunca será prioridade nesse país. Afinal, a área social não arrecada nada para o Estado muito pelo contrário onera. Até os profissionais que atuam nessa àrea são tratados com descaso pelo Poder Público.Sendo assim, não podemos querer uma sociedade mais justa e igualitária para todos nunca, é mais fácil varrer a sujeira para debaixo do tapete.
 
Nice Soares em 28/03/2012 05:44:24
Lamentavel a situação pela qual o hospital Nosso Lar esta passando, é uma instituição de saude idonea e atuante no tratamento de doentes mentais e dependentes quimicos. Brilhante o trabalho desenvolvido pela psiquiatra dra Ana Carolina e sua equipe, espero que tal empenho seja reconhecido pelos nobres politicos de nosso Estado.
 
Alessandra Siqueira em 28/03/2012 05:10:24
Prezados leitores

Vamos fazer uma corrente positiva para que a solução seje breve e definitiva e acima de tudo dando todo apoio necessario à esta causa.

Djalma Petrucio
 
Djalma Petrucio em 28/03/2012 01:41:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions