A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/08/2012 10:49

Idoso vai à Justiça e consegue tratamento de H1N1 em UTI particular

Fabiano Arruda

Um idoso, de 76 anos, garantiu na Justiça o direito para tratamento especializado, a ser custeado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, diante do quadro grave de H1N1.

A determinação é que o idoso seja encaminhado para tratamento em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública, no entanto, enquanto não houver vaga em caráter de urgência, que o tratamento seja custeado na rede particular.

Segundo informações do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o juiz de direito Mário José Esbalqueiro Júnior, da 2ª Vara da Comarca de Ivinhema, deferiu o pedido de antecipação da tutela específica, no último dia 21.

Nos autos, o idoso pleiteia o tratamento e fornecimento de todos os exames e medicamentos. Ele sofreu, no dia 7 de agosto, grave crise de insuficiência respiratória e, em razão do incidente, foi internado no Hospital Santa Rita, em Dourados, instituição particular.

O idoso solicitou vaga de UTI em hospital público de Dourados, no entanto, não havia vagas. Diante disso, a Defensoria Pública pediu solução do caso à Central de Regulação de Vagas, em Campo Grande, mas não teve retorno, ainda segundo consta no processo.

Ainda conforme informações do TJ/MS, o magistrado levou em conta que a solicitação versa a respeito de direito à prestação de serviço de saúde à pessoa com mais de 60 anos, sendo o caso de aplicação do Estatuto do Idoso. Também consta que o paciente não tem condições financeiras de arcar com os custos do tratamento.

A decisão judicial ainda aponta que em caso de descumprimento a multa é de R$ 5 mil por dia.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions