A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

28/07/2009 09:34

Incra começa a elaborar relatório sobre Picadinha

Redação

Técnicos do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) começaram a elaborar o relatório de identificação e delimitação da área de 3.746 hectares, localizada no distrito de Picadinha, em Dourados, reivindicada por 15 famílias de descendentes de escravos. O levantamento durou uma semana e foi concluído domingo, após impasse com produtores rurais do local, que protestaram contra a presença das equipes por não concordarem com os estudos sobre a área quilombola.

Segundo a assessoria de comunicação da Superintendência do Incra em Mato Grosso do Sul, não há prazo definido para elaboração do relatório, que vai indicar se as terras devem ou não ser desapropriadas pelo governo federal como área quilombola.

De acordo com o Incra, atualmente tramitam no Estado 12 processos de regularização de territórios quilombolas. Os mais adiantados são Furnas do Boa Sorte em Corguinho, São Miguel em Maracaju, Furnas do Dionísio em Jaraguari e Chácara Buriti em Campo Grande. Todos aguardam procedimentos finais para assinatura do decreto presidencial que autoriza a desapropriação das áreas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions