A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/11/2009 10:55

Índios acampam em frente à sede da Funai de Dourados

Redação

Líderes e representantes de aldeias indígenas da Região Sul de Mato Grosso do Sul estão acampados, desde a noite da última sexta-feira, em frente prédio da Funai (Fundação Nacional do Índio) de Dourados, com caras pintadas e cocares nas cabeças.

Homens, mulheres e crianças seguram bastões com penas coloridas exigindo que a administradora Margarida Nicoletti seja exonerada. Eles dizem que não estão dispostos a sair do local até que isso aconteça.

Na sexta-feira Margarida recebeu a informação da possível invasão do prédio, avisou a Polícia Federal, dispensou os funcionários e determinou o fechamento da Funai, sem previsão de funcionamento.

Em visita a Dourados na sexta, para entrega de casas, cestas básicas e patrulhas na Aldeia Jaguapiru, o governador André Puccinelli disse aos indígenas que Margarida não deveria ser empecilho entre ações do governo e os nativos.

Essa declaração incentivou os indígenas a cobrar a saída imediata da administradora no mesmo dia. No início deste ano, eles invadiram o prédio da Funai para pedir a demissão de Margarida, mas ela continuou no cargo.

Dessa vez eles estão inflexíveis e exigem a imediata retirada dela, pedindo também que o novo administrador seja um representante indígena.

Na quarta-feira passada, durante assembléia na Reserva Indígena, Margarida Nicoletti foi barrada na saída da reunião que participava com o procurador do Ministério Público Federal Marco Antonio Delfino de Almeida sobre a segurança do local. Só horas depois ela foi liberada.

Os indígenas querem a volta do policiamento ostensivo na aldeia.

Com informações do site Dourados Agora

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions