A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

14/10/2009 10:05

Índios desafiam DNIT e Famasul e ficam em rodovia

Redação

Os 130 índios guarani-kaiowá despejados no dia 11 de setembro da fazenda Santo Antonio de Nova Esperança, no município de Rio Brilhante, não vão deixar as margens da BR-163, onde estão acampados há 33 dias. Por telefone, o cacique José Barbosa de Almeida, o Zezinho, disse que a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) estão "querendo briga" ao tentar retirar as famílias do local.

"Nós saímos pacificamente da fazenda. Cumprimos a determinação da Justiça Federal. Agora se a Famasul de o DNIT quiserem nos tirar daqui, vai ter briga. Nós não vamos sair", afirmou o cacique. Ele disse ter sido informado que a Famasul e a Superintendência do DNIT entraram com ação para a Justiça Federal mandar a Funai desmontar o acampamento.

Entretanto, na Justiça Federal em Dourados não existe nenhuma ação nesse sentido. O superintendente do DNIT em Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda, informou ao jornal "Diário MS", de Dourados, que o órgão mandou apenas um ofício à Funai, solicitando a desocupação da faixa de domínio do DNIT. A chefe regional da Funai, Margarida Nicoletti, disse que o caso está sendo discutido entre a direção nacional da fundação e o Ministério dos Transportes.

Os guarani-kaiowá ocuparam a fazenda Santo Antonio por 19 meses e agora aguardam os estudos antropológicos que serão feitos pela Funai no município de Rio Brilhante. A área reivindicada pelos índios pertence aos herdeiros do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Dourados, Jorge Cerveira, morto em 2001.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions