A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/07/2010 12:14

Instituto diz que caça persiste no Pantanal e Amazônia

Redação

Voltado a projetos de preservação de animais como a onça, o Instituto Pró-Carnivoros, sediado em Atibaia (SP), informou hoje que relatos da existência de caça a esse tipo de felino são corriqueiros tanto no Pantanal quanto na Amazônia.

Hoje, uma operação conjunta entre Polícia Federal e Ibama trouxe à tona a existência de grupo especializado em trazer pessoas para caça da onça no Pantanal, ao custo de 1,5 mil dólares, cerca de R$ 2,5 mil.

Para o Instituto, foi a confirmação do que seus integrantes costumam ouvir nas andanças pelo País."A gente que sai a campo, conversa com os moradores, ouve falar das caçadas", afirmou Ricardo Boulhosa, coordenador-executivo do Instituto

O Pro-Carnívoros coordena projetos de estudo de animais com vistas à preservação e chegou a ter entre seus prestadores de serviço, Antônio Teodoro de Melo Neto, o Tonho da Onça.

Tonho, que teve a prisão decretada por prestar uma espécie de consultoria aos caçadores, era considerado um exemplo de regeneração. Após anos matando onças, era tido como um convertido à causa ambiental.

Seu serviço para o Instituto Pró-Carnívoros era semelhante ao que prestou ao Ibama: ajudar a imobilizar onças para que receberem colares de monitoramento.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions