A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/09/2016 11:06

“É para você aprender a calar a boca”, disse pistoleiro ao matar brasileira

Frase dita por um dos homens que invadiram casa ontem em Pedro Juan Caballero e executaram Josiane Vanessa Zilio reforça suspeita de que morte foi “queima de arquivo”

Helio de Freitas, de Dourados
Josiane Zilio foi morta na frente dos filhos, ontem em Pedro Juan Caballero (Foto: Reprodução/Facebook)Josiane Zilio foi morta na frente dos filhos, ontem em Pedro Juan Caballero (Foto: Reprodução/Facebook)

A polícia de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande, ainda não tem pista dos pistoleiros que executaram ontem a brasileira Josiane Vanessa Zilio, 32, mas suspeita que o crime tenha sido “queima de arquivo”, por ela “falar o que não devia”.

“Isso é para você aprender a calar a boca”, teria dito um dos pistoleiros antes de começar a atirar. Josiane foi executada a tiros de fuzil e pistola 9mm na frente dos filhos, de 8 e 11 anos, dentro de casa, por volta de meio-dia de ontem.

Natural de Nioaque, Josiane morava há cinco anos em Pedro Juan Caballero e seria amante de um guarda-costas do narcotraficante Jorge Rafaat (morto em junho). O homem, conhecido como “Belo”, seria um ex-integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital), que passou a trabalhar para Rafaat.

Queima de arquivo – Policiais que investigam o caso dizem que a morte de Josiane foi “queima de arquivo” e admitem não existir ainda nenhuma pista concreta dos pistoleiros.

O comissário Miguel Ayala, chefe de Ordem e Segurança da Polícia Nacional no departamento de Amambay, disse que os indícios são de que o crime foi cometido por dois homens, que invadiram a casa. A brasileira tinha acabado de chegar da rua e deixou a porta aberta, segundo a polícia.

Além dos dois filhos de Josiane, a empregada dela também estava na casa, mas não teria presenciado o crime porque estava em outro cômodo. A funcionária ouviu os tiros, mas quando foi ao local só viu os pistoleiros fugindo.

Guarda de Rafaat – Em entrevista à rádio ABC Cardinal, de Assunção, Miguel Ayala comentou também sobre o namorado de Josiane e confirmou que as informações revelam que o homem era um dos um guarda-costas de Rafaat.

Segundo o comissário, “Belo” teria fugido de Pedro Juan Caballero após a morte de Jorge Rafaat.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions