A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/06/2016 06:44

Oito suspeitos são presos por envolvimento na execução de traficante

Viviane Oliveira
Armamento usado para matar o narcotraficante Jorge Rafaat. (Foto: Direto das Ruas) Armamento usado para matar o narcotraficante Jorge Rafaat. (Foto: Direto das Ruas)

Oito homens, entre brasileiros e paraguaios, foram presos suspeitos de envolvimento no assassinato do empresário e narcotraficante Jorge Rafaat Toumani, alvo de vários disparos de armamento calibre .50, usado pelas forças Armadas, na noite de ontem (15), no Centro de Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com Ponta Porã.

Conforme o site Capitanbado, os acusados são Mário Ariel Sanchez Gimenez, 28 anos, Wilfrido Coronel Lopes, 36 anos, Alcides Ramnon Nunez Pereira, 37 anos, Eladio Amarilla, 34 anos, Robson Suarez Palcios, 30 anos, Abel Ramon Palacios Jara, Maxuesli Rodrigues Andrade e Roque Ortiz Brum.

O caso - Jorge seguia em um Hummer blindado, mas o veículo não suportou o calibre das munições usadas e ele acabou atingido e morto no local. Seguranças que o acompanhavam reagiram e houve um intenso tiroteio na região. A população ficou assustada e descreveram um cenário de guerra.

Narcotraficante - Conhecido também por organizar promoções para compras em Pedro Juan, Jorge Rafaat foi condenado por Odilon Oliveira, juiz da 3ª Vara Federal de Ponta Porã, em 30 de abril de 2014, quando além dele, outros sete traficantes da fronteira foram sentenciados. O empresário foi condenado a várias penas que, somadas, totalizam 47 anos de prisão em regime fechado, além de multa de R$ 403,8 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions