A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

13/03/2014 11:09

Acadêmicos ocupam Prefeitura de Sidrolândia em protesto por transporte

Aline dos Santos
Protesto começou com fechamento de rodovia ontem à noite. (Foto: Flávio Paes/Região News)Protesto começou com fechamento de rodovia ontem à noite. (Foto: Flávio Paes/Região News)

Em protesto contra o fim do transporte gratuito, universitários ocupam a Prefeitura de Sidrolândia, a 71 km de Campo Grande, desde as 18h de ontem.

Antes, o grupo fechou por meia hora a rodovia BR-060. Segundo o estudante Jonatas Kachorroski, de 20 anos, a situação é de impasse. “O prefeito aceita conversar, mas quer que a gente deixe a Prefeitura”, diz. No entanto, o grupo quer permanecer no local para começar o diálogo com o prefeito Ari Basso (PSDB).

Conforme Jonatas, que é acadêmico de engenharia civil, o poder público quer cobrar R$ 320 por mês de cada estudante. Os protestos vêm desde janeiro. O universitário afirma que há cem pessoas na Prefeitura, que, inclusive, dormiram no local.

Os servidores não entraram no prédio hoje. Os ônibus levam acadêmicos para Campo Grande e Maracaju. De acordo com ele, 800 pessoas utilizam o serviço. O protesto conta com apoio de alunos indígenas, associação de assentados e MST (Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra).

Segundo o Região News, a ocupação já resultou em problema para a administração pública. Foi suspenso um pregão, programado para 8 horas, destinado à escolha de fornecedores de 400 itens de material odontológico usados na rede pública. Além do setor de licitação, o fechamento do Paço Municipal trava o processo de arrecadação e emissão de alvarás.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions