A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/06/2016 20:21

Acidente em rally na Bolívia deixa 10 feridos e lota hospital no Brasil

Nyelder Rodrigues

Dez pessoas ficaram feridas após um carro ficar desgovernado e atropelar o público que assistia um rally na cidade boliviana de Puerto Quijarro, na fronteira com Corumbá - localizada a 419 km de Campo Grande. Como não há estrutura para atender prontamente as vítimas do lado boliviano, elas foram levadas para unidades brasileiras.

De acordo com o Diário Corumbaense, os feridos foram levados para o Brasil por ambulâncias e carros da Bolívia, sendo que três pessoas já passaram por cirurgia e outras três aguardam o procedimento. Uma das vítimas está em estado grave na CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa. Ao todo, cinco pessoas sofreram fraturas expostas.

A situação gerou superlotação na Santa Casa de Corumbá, segundo o Diário Corumbaense. Ao jornal, o diretor presidente do hospital, Cristiano Xavier, informou que médicos que não estavam de plantão foram chamados para ajudar e quatro feridos, de menor gravidade, foram remanejados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no bairro Guató.

O atendimento a pacientes vindos da Bolívia é uma rotina do sistema público de saúde em Corumbá, o que acaba sobrecarrega as unidades da cidade. A inércia dos governos em resolver a situação acaba agravando ainda mais os problemas rotineiramente enfrentados na área - o caso é crítico a ponto de não ter aparelho de raio-x em Puerto Quijarro.

Corrida - O rally é disputado anualmente em Puerto Quijarro, em comemoração ao aniversário da cidade, durante Festa do Povo Corumbaense. Os motoristas dos carros que disputavam a corrida não sofreram ferimentos. O acidente teria acontecido logo após um carro bater em outro, fazendo com que ele saísse da pista e atropelasse quem assistia ao evento.



A população brasileira já passa por uma situação crítica com relação a seus serviços básicos, como educação, segurança e saúde, e ainda tem que atender à população de um outro país... Claro que não se pode deixar ninguém em situação crítica, mas alguma coisa deve ser feita para que o problema de outros países não agrave ainda mais a situação pela qual passamos.
 
Mariana Carvalho em 19/06/2016 00:14:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions