A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/08/2016 16:33

Acidente na MS-162 matou avós e neta; família era de Ponta Porã

Casal e criança de 7 anos morreram na hora; quatro pessoas ficaram feridas

Anahi Zurutuza
Acidente aconteceu às 8h e pista ficou interditada a manhã toda (Foto: Rafael Brites / Sidrolândia News)Acidente aconteceu às 8h e pista ficou interditada a manhã toda (Foto: Rafael Brites / Sidrolândia News)

O acidente que aconteceu entre dois carros na MS-162 na manhã deste sábado (27) matou Guilherme Dias Mendes, 60, a mulher dele Mônica Vegas, 56, e a neta deles, Larissa Viviane Mendes, 7. Segundo a Polícia Civil, a família era de Ponta Porã e ocupava o VW Santana, que trafegada sentido Maracaju/Sidrolândia.

Os corpos foram identificados agora a tarde e os filhos do casal chegaram há pouco à Delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia – a 71 km de Campo Grande – para fazer o reconhecimento e providenciar o transporte dos corpos para o velório.

O acidente aconteceu por volta das 8h, próximo ao Posto Piqui, segundo o site Região News. Testemunhas relataram que a família que estava no veículo Mercedes Benz C-180 seguia em direção a Maracaju e o motorista, para fazer uma ultrapassagem, invadiu a pista contrária e bateu de frente com o Santana.

Há relatos ainda que uma nuvem de calcário que se levantou quando os dois veículos passavam pelo local e pode ter sido a causa do acidente, porque motoristas teriam ficado sem visibilidade.

Com o impacto, o Santana ficou todo contorcido e os três ocupantes morreram na hora.

Altamir Andrade Caldeira, 65, dirigia o Mercedes. Ele, a mulher Maria Cecília Franco, 58, o filho Pedro Henrique Franco Caldeira, 29, e a nora Lyvia Olarte Moura, 24, ficaram feridos e foram socorridos e levados ao Hospital Elmiria Silvério Barbosa, em Sidrolândia. Lyvia teve uma fratura no braço direito, segundo funcionária do hospital, e Altamir fraturou o ombro esquerdo, mas nenhum dos feridos corre risco de morrer.

Interdição – Ainda de acordo com o Região News, por volta das 11h15, mais de três horas após o acidente, a perícia chegou ao local. Só depois que os levantamentos foram feitos, o Corpo de Bombeiros pode fazer a retirada dos corpos das ferragens.

A pista, que ficou interditada até o início da tarde, mas já foi liberada.

Perícia chegou por volta das 11h no local (Foto: Flávio Paes/Região News)Perícia chegou por volta das 11h no local (Foto: Flávio Paes/Região News)
VW Santana ficou completamente destruído (Foto: Flávio Paes/Região News)VW Santana ficou completamente destruído (Foto: Flávio Paes/Região News)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions