ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Adolescentes desaparecidos durante confronto são encontrados debilitados

Por Viviane Oliveira | 05/07/2015 12:14
A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. (Foto: divulgação Cimi)
A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. (Foto: divulgação Cimi)

Foram localizados os dois adolescentes de 12 e 14 anos que desapareceram no dia 24 de junho durante confronto entre índios e fazendeiros na fazenda Madama, em Coronel Sapucaia, distante 400 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o Cimi (Conselho Indigenista Missionário) os garotos Guarani Kaiowá foram encontrados debilitados nesta quinta-feira (2) por indígenas da aldeia Taquapery. Eles estavam a 20 quilômetros da fazenda Madama.

A Operação Guarani, da Funai (Fundação Nacional do Índio), prestou assistência aos indígenas, que deverão permanecer mais alguns dias na aldeia Taquapery se recuperando dos dias de caminhada, fome e sede.

No dia 22 de junho, cerca de 50 guarani kaiowá entraram na fazenda Madama. Na quarta-feira (24), produtores rurais entraram no local com caminhonetes e expulsaram os índios de lá. Os dois adolescentes desapareceram durante o tumulto.

Tensão - A Força Nacional de Segurança vai atuar por 30 dias em Mato Grosso do Sul devido ao conflito agrário entre índios e fazendeiros na região de Mato Grosso do Sul. A ação é para assegurar a manutenção da ordem pública na região do Conesul.

A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. No último dia 22 de junho, índios guarani-kaiowá do acampamento KurusuAmbá voltaram a ocupar a fazenda Madama, localizada entre os municípios de Coronel Sapucaia e Amambai, na fronteira com o Paraguai.

No dia 24, as fazendas Três Poderes e Água Branca, localizadas na região conhecida como “Tagi”, próximo à MS-386, entre Amambai e Ponta Porã, foram ocupadas por índios do acampamento Guaivyry.

Nos siga no Google Notícias