ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Albergue em cidade da fronteira vai receber paraguaios para quarentena

Espaço em Pedro Juan Caballero vai abrigar cidadãos paraguaios que poderão regressar, mas terão de cumprir isolamento

Por Helio de Freitas, de Dourados | 29/05/2020 09:25
Espaço transformado em albergue em Pedro Juan Caballero (Foto: ABC Color)
Espaço transformado em albergue em Pedro Juan Caballero (Foto: ABC Color)

Começou a funcionar nesta sexta-feira (29) o primeiro albergue instalado pelo governo do Paraguai em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. O local vai ser usado para isolamento de seus compatriotas que estão retornando ao país.

O albergue vai receber cidadãos paraguaios que estão no Brasil e não puderam retonar na primeira fase da quarentena decretada em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Desde o início deste mês, o governo passou a permitir o regresso de seus cidadãos, mas todos, infectados ou não pelo vírus, precisam ficar de quarentena por 14 dias nesses albergues.

Recentemente, o prefeito de Ponta Porã Hélio Peluffo Filho (PSDB) reclamou das autoridades sanitárias do Paraguai que estavam obrigando os paraguaios a ficarem de quarentena na cidade sul-mato-grossense ao impedi-los de cruzar a fronteira de volta para casa.

No dia 13 deste mês, o paraguaio Elvio López Florenciano se acorrentou a um poste da rede elétrica na Linha Internacional para protestar contra o governo por não conseguir voltar para seu país. Depois de passar o dia no local, ele e outros três homens que o acompanhavam foram levados para albergues e nesta semana cumpriram o isolamento obrigatório.

O espaço localizado na rodovia Ruta 5 tem estrutura para abrigar até 16 pessoas. A encarregada do albergue, médica Kelly Amarilla, disse que o prédio foi cedido sem custos pela Associação Rural do Paraguai.