A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

20/09/2019 10:07

Aniversário de 241 anos de Corumbá é antecipado, com show de Michel Teló

Espetáculos de dança acontece hoje com mais de 30 companhias de Corumbá, Campo Grande e São Paulo

Danielle Matos
Município recebeu apelido de Cidade Branca por causa de terra calcária. (Foto: Renê Carneiro)Município recebeu apelido de "Cidade Branca" por causa de terra calcária. (Foto: Renê Carneiro)

O aniversário de fundação de Corumbá é amanhã (21), mas a programação começou na terça-feira (12) e se estende até o próximo sábado (5). Hoje, sexta-feira, acontece o espetáculo “Ninhal de Dança”, com participação de mais de 30 grupos e companhias.

Vindos de Corumbá, Campo Grande e São Paulo, os grupos se apresentam a partir das 20h na Praça Generoso Ponce. O nome do espetáculo é em homenagem ao “evento” de reprodução das aves do Pantanal, caracterizado pelos ninhas da primavera e outono, quando se reproduzem as aves brancas e escuras, respectivamente. Também acontece nesta sexta-feira entrega de sementes dentro dos ônibus para os passageiros, oficina de sabão ecológico e inauguração de Unidade Básica de Saúde da Família.

No sábado (21), a partir das 16h acontece o tradicional desfile cívico. A abertura será feita pela Marinha, Aeronáutica e Exército e, após a passagem, outras instituições municipais se apresentam, como escolas públicas, creches, fundações e associações. A partir das 21h também acontecem apresentações musicais, com destaque para a atração nacional Michel Teló. Até o próximo dia 5 terá reabertura de biblioteca, festival de rap, stand up e festival de prêmios.

História – O nome da cidade tem origem tupi-guarani, mas ficou popularmente conhecida como “Cidade Branca” devido a cor clara do solo, rico em calcário. Em 1524 os portugueses começaram a chegar na região em busca de ouro.

Na Guerra do Paraguai, a cidade foi palco de uma das principais batalhas, quando foi ocupada pelas tropas de Solano Lopez. Após a destruição causada pelo conflito, Corumbá começou a ser reconstruída em 1870 pelo tenente-coronel Antônio Maria Coelho.

Até a década de 1930, Corumbá era o terceiro maior porto da América Latina. Com a implantação da estrada de ferro Noroeste do Brasil, o eixo comercial do sul do Estado, ainda Mato Grosso, foi deslocado para Campo Grande. Com o Pantanal ocupando 60% de seu território, a cidade passou a ser chamada e “capital do Pantanal”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions