ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Após anúncio de "morte coletiva", TRF suspende reintegração em Japorã

Mariana Lopes | 17/12/2013 14:56

O presidente do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª região, desembargador Newton De Lucca, suspendeu, no início da tarde desta terça-feira (17), a liminar de reintegração de posse das propriedades rurais de Japorã que estão ocupadas pelos índios guarani-kaiowá desde outubro deste ano.

Na semana passada, os indígenas afirmaram em carta que iriam resistir à reintegração e anunciaram até "morte coletiva". No total, a invasão foi em 14 áreas, sendo 7 fazendas e 7 propriedades menores.

“A comunidade recebe a notícia com bastante alegria, essa terra já é declarada como indígena, tem estudo de identificação, perícia judicial, estamos mais confortáveis agora”, afirma o advogado dos guarani-kaiowá, Luiz Henrique Eloy.

Segundo o advogado, a suspensão judicial é uma vitória para a comunidade indígena. “Caiu a liminar e vão ficar na posse, enquanto isso, o processo vai tramitar normalmente, até o final da demarcação, e os índios continuam lá, na terra que é deles”, pontua Eloy.

Na carta divulgada pelos índios, não havia menção a suicídio, mas à intenção de o grupo, estimado em 4 mil pessoas, ficar na terra até a morte. Os guaranis também explicam que deram início a um ritual religioso raro que diz respeito a despedida da vida da terra.

Nos siga no Google Notícias