ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Após ganhar liberdade, mulher que matou homem esfaqueado volta para prisão

O Ministério Público recorreu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para reverter a situação e conseguiu um novo mandado

Por Geisy Garnes | 18/09/2020 15:46
Faca com vestígios de sangue, usada no crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Faca com vestígios de sangue, usada no crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Brasilândia – a 355 quilômetros da Capital – prendeu novamente nesta sexta-feira (18) a assassina de Ronaldo Rodrigues Santos Barros, de 47 anos. O crime aconteceu no dia 28 de junho. Miliane Cecília Bernardo dos Santos, de 22 anos, foi identificada como autora do homicídio e detida, no entanto, ganhou a liberdade menos de um mês depois.

Segundo o relato policial, o assassinato ocorreu depois que Miliane viu a mãe conversando com Ronaldo, em frente a casa dela. Antes de matar o homem, teria gritado “para de dar em cima da minha mãe" e logo em seguida desferido um golpe de faca no peito dele.

Ela fugiu após o crime, mas cerca de duas horas depois foi encontrada pela polícia em um cômodo no fundo da casa de parentes. Pega em flagrante, chegou a ficar alguns dias presa, mas menos de um mês depois, ganhou liberdade provisória.

O Ministério Público recorreu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para reverter a situação. O pedido foi aceito e um novo mandado de prisão decretado para Miliane. Nesta tarde, policiais da Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia, encontraram a suspeita e cumpriram a ordem judicial.

Conforme o delegado Thiago José Passos da Silva, Miliane foi levada para celas da delegacia e aguarda transferência para um presídio feminino do Estado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário