A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/04/2016 22:15

Após paralisação na Capital, agentes no interior também cruzarão os braços

Nyelder Rodrigues

Foi anunciado na noite desta segunda-feira (25) que agentes penitenciários da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) - antigo Harry Amorim - irão paralisar as atividades de rotina do presídio a partir desta terça-feira (26), assim como outros servidores fizeram hoje no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande.

Segundo o Sinsap-MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul), cerca de 90 agentes devem participar da ação, trabalhando apenas em serviços essenciais, como ordem interna, saúde e alimentação dos internos.

A PED é a maior penitenciária do Estado, com 2.435 presos atualmente, enquanto há 2.390 apenados na Máxima, conforme dados do sindicato. A motivação da paralisação é a mesma, pedindo mais segurança para os agentes penitenciários no trabalho.

Ao iniciar a paralisação de hoje em Campo Grande, o Sinsap não descartou que a ação se estenda por todo o Mato Grosso do Sul. A intenção é seguir nessa situação até que as as demandas dos servidores sejam atendidas.

Situação - Após a realização de um pente fino na Máxima, no dia 13 deste mês, os detentos do local se revoltaram com a situação e ordenaram vários ataques à ônibus em Campo Grande, sendo três queimados e dois apedrejados.

Além disso, seis agentes foram envenenados no presídio, enquanto outros foram ameaçados. Três detentos também foram mortos desde o pente fino, enquanto outros 19 fugiram de penitenciárias do interior do Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions