A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/05/2016 12:15

Assaltantes mortos na sexta eram latrocidas e traficantes, diz polícia

Dos três assaltantes mortos durante invasão de residência, apenas adolescente de 17 anos não possuía antecedentes criminais

Helio de Freitas, de Dourados
Carlos Silva, comandante da PM, e o delegado regional Lupércio Degerone (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Carlos Silva, comandante da PM, e o delegado regional Lupércio Degerone (Foto: Sidney Bronka/94 FM)

Dos três assaltantes mortos durante confronto com policiais civis e militares na noite de sexta-feira (13) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, dois tinham vários antecedentes criminais por latrocínio (roubo seguido de morte), assalto, homicídio e tráfico de drogas.

A informação foi revelada em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (16) pelo delegado regional da Polícia Civil Lupércio Degerone e pelo comandante da Polícia Militar, Carlos Silva.

John Lennon da Silva, 25, de Ipatinga (MG), que estava morando há alguns meses em Dourados, Maicon Bezerra de Oliveira, 25, residente na Vila Industrial, e o adolescente Thiarlen dos Santos Gomes, 17, também morador na Vila Industrial, morreram quando tentavam roubar uma caminhonete de um casal, no Jardim Novo Horizonte, região oeste da cidade.

De acordo com o delegado, John Lennon, que estava morando há algum tempo na casa de uma vizinha do casal vítima do assalto, era o “olheiro” dos outros dois assaltantes, que estavam dentro da casa quando a polícia chegou.

Quando viu as viaturas, John Lennon saiu correndo, pulou o muro e foi perseguido pelos policiais. Como teria ameaçado sacar uma arma, a polícia atirou e o suspeito foi atingido. Com ele foi encontrado um revólver calibre 22.

“Ele tinha diversas passagens policiais e prisionais em Minas Gerais. Roubo, homicídio, associação criminosa, crimes da lei de drogas, de armas, corrupção de menores, entre outros. Uma vasta ficha policial. Recebemos informações oficiais, da polícia mineira”, afirmou Lupércio Degerone ao Campo Grande News.

Latrocínio – De acordo com os policiais, Maicon Bezerra de Oliveira também tinha várias passagens, por roubo e homicídio, e por envolvimento no latrocínio contra Marco Antônio Duarte Landrin, 39, e Vilma Santana Toldato, 33, ocorrido em 20 de dezembro de 2014, no município de Itaporã. Oliveira era o terceiro envolvido no crime.

Outros dois já tinham sido presos. Após o latrocínio, a adolescente Ana Lorena dos Santos, 14, namorada de um dos criminosos e usada como “isca” para roubar o carro do casal, um Fiat Uno, acabou sendo assassinada e jogada em uma lavoura de soja, para não delatar o crime.

O delegado e o comandante da PM afirmaram também que a ação contra os suspeitos foi para defender a integridade dos policiais e para proteger as vítimas, que poderiam ser assassinadas. O casal estava dentro da casa com dois assaltantes, mas correu para o banheiro quando começaram os tiros.

Além do revolver calibre 22 encontrado com John Lennon, foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma faca, encontrada na cintura de um dos suspeitos já quando eles estavam no hospital, para onde foram levados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions