ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Audiência pública vai discutir situação dos haitianos na fronteira com Bolívia

Encontro foi convocado pelo Ministério Público Federal. Situação dos imigrantes se agrava a cada dia

Por Izabela Sanchez | 23/07/2018 13:02
Grupo de haitianos em Corumbá (Anderson Gallo/Diário Corumbaense)
Grupo de haitianos em Corumbá (Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Com a vinda de imigrantes haitianos, muitos em situação ilegal, para Corumbá, distante 419 km de Campo Grande, o MPF-MS (Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul) promove uma audiência pública no dia 3 de agosto na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) em Corumbá.

Conforme o MPF, o encontro vai discutir s prestação de serviços relacionados à garantia de estrutura para abrigamento, assistência social, trabalho, saúde e educação aos haitianos. A audiência também vai abordar os direitos especificados pela Lei de Migração. A audiência será berta ao público e será presidida pela procuradora da República Maria Olívia Pessoni Junqueira.

Segundo a Procuradoria, o objetivo é ouvir os imigrantes haitianos e a sociedade civil organizada que tem prestado apoio. O encontro também busca definir estratégias para a implementação de políticas públicas nas esferas federal, estadual e municipal, e articular uma rede de proteção aos direitos dos imigrantes.

A discussão também quer que os agentes estatais competentes apresentem as ações realizadas para o alcance da aplicabilidade da Constituição Federal e da Lei de Migração. O MPF pontuou a exigência de adotar medidas da competência dos agentes para viabilizar a concretização e exercício de direitos fundamentais.

O evento será realizado no auditório da unidade III do campus Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), a partir das 14h30, e reunirá autoridades públicas, representantes da sociedade civil organizada e imigrantes haitianos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário