ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Autor de 50 furtos, adolescente escalava prédios e muros para invadir casas

Depois de série de arrombamentos em 2018, adolescente foi liberado e só nos últimos dias praticou outros nove crimes

Por Helio de Freitas, de Dourados | 07/04/2020 17:34
Momento em que adolescente chegava à delegacia (Foto: Direto das Ruas)
Momento em que adolescente chegava à delegacia (Foto: Direto das Ruas)

Apontado como autor de pelo menos 50 furtos, a maioria escalando prédios e muros, um adolescente de 17 anos voltou a praticar crimes em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Depois de série de invasões de domicílios nos últimos dias, agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais), da Polícia Civil, encontraram o adolescente consumindo droga na área central da cidade.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, chefe do SIG em Dourados, nos últimos 15 dias ocorreram vários furtos a apartamentos e residências, todos com modo de execução semelhantes. O autor pulava cercas elétricas que protegiam os imóveis e, escalava prédio para entrar nos apartamentos.

Devido à habilidade do ladrão, os policiais descobriram que o autor era o mesmo adolescente que em 2018 tinha praticado pelo menos 40 furtos mediante escalada de muros e prédios em Dourados. Naquele ano ele foi apreendido e levado para a Unei (Unidade Educacional de Internação), mas já estava em liberdade.

Levado para a delegacia para depoimento depois de ser localizado no centro, o adolescente confessou ter praticado nove furtos nos últimos dias contra em casas e apartamentos, de onde levou principalmente eletrônicos e dinheiro. Ele disse que tem facilidade em pular muros com cercas elétricas e escalar edifícios. Contou que leva no máximo três minutos para escalar sete andares.

O ladrão revelou que a portas existentes nas sacadas dos apartamentos e janelas de banheiros permanecem abertas, o que facilita os furtos. O SIG alertou a população a tomar cuidado para evitar essa falha na segurança. Como não estava mais em flagrante, o adolescente foi entregue aos cuidados da avó.