ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, DOMINGO  28    CAMPO GRANDE 33º

Interior

Cantor é assassinado a tiros em bar de Três Lagoas

Caso aconteceu em uma tabacaria. Após ser expulso, homem atirou contra a porta de entrada e balas atingiram três pessoas

Por Izabela Sanchez | 05/08/2018 08:00
Cantor conhecido como Pele Negra foi assassinado a tiros na madrugada de domingo (5) (Reprodução)
Cantor conhecido como Pele Negra foi assassinado a tiros na madrugada de domingo (5) (Reprodução)

O cantor Jorge Edson dos Santos Ferreira, 27, conhecido como “Pele Negra”, foi assassinato a tiros na madrugada deste domingo (5) em uma tabacaria chamada “Tabacaria do Seu Zé”, em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande. Segundo o boletim de ocorrência, um homem de 24 anos, identificado como Marcio Pereira Viana, é o suspeito.

Conforme a ocorrência, houve um desentendimento entre clientes por volta das 3h e Marcio foi expulso. Ele teria afirmado que “voltaria ao local”, e 30 minutos depois voltou acompanhado de outro rapaz, não identificado. Ele teria insistido para entrar na casa, mas o proprietário do local não permitiu.

Ele portava uma arma e efetuou vários disparos contra a porta principal, que estava fechada. Os tiros desviaram e atingiram três pessoas, um segurança, identificado Fernando Lenquistt Farhat, um funcionário, identificado como Gilberto dos Santos Ferreira e o cantor. O segurança estava atrás da porta e o funcionário e o cantor atrás do balcão.

Fernando e Jorge, segundo o boletim, teriam sofrido lesões graves no tronco e Gilberto lesão superficial no braço. Eles foram encaminhados para o Hospital Auxiliadora, mas Jorge não resistiu aos ferimentos e faleceu.

A polícia encontrou cinco marcas de perfurações por projetil de arma de fogo na porta do bar. Ainda de acordo com o boletim, o cantor havia acabado de chegar ao local e não teria relação nenhuma com o desentendimento entre os clientes. O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil e homicídio qualificado por motivo fútil na forma tentada.

O site Perfil News comenta que o cantor era muito querido e tinha muitos fãs, e deixa uma filha de cinco anos. Amigos declaram estar em choque e se manifestaram sobre o assassinato no perfil do cantor no Facebook.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário