ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 17º

Interior

Carro é encontrado em chamas em área dominada pelo narcotráfico

Polícia suspeita que Ford EcoSport tenha sido usado em ataque com dois mortos

Por Helio de Freitas, de Dourados | 14/08/2020 09:33
Carro sendo destruído pelo fogo, na zona rural de Capitán Bado (Foto: Última Hora)
Carro sendo destruído pelo fogo, na zona rural de Capitán Bado (Foto: Última Hora)

Um utilitário Ford EcoSport foi encontrado em chamas na madrugada desta sexta-feira (14) em Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande. A polícia suspeita que o carro tenha sido usado por pistoleiros no ataque que deixou dois mortos, na noite de domingo (9).

O carro estava em uma estrada vicinal na colônia Mariscal López. Quando foi encontrado, o veículo era consumido pelas chamas e não foi possível identificar outras características do modelo.

Policiais de Capitán Bado suspeitam que o incêndio tenha sido provocado, para apagar pistas, estratégia bastante comum na fronteira.

O veículo é semelhante ao usado pelos pistoleiros que noite de domingo atacaram a tiros o brasileiro Anderson da Silva, 21, e o sobrinho dele, Freddy Gonzalez, 15.

Eles estavam em um Kia Soul quando foram surpreendidos pelos pistoleiros no cruzamento das ruas República da Argentina e Presidente Franco. O adolescente morreu na hora e Anderson morreu dois dias depois, no Hospital da Vida, em Dourados.

Assim como Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã, Capitán Bado é uma das principais bases do crime organizado na Linha Internacional.

A cidade está no fogo cruzado da guerra travada pelas facções PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho pelo controle do tráfico de drogas e de armas.