ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Carros de luxo podem ter sido incendiados para apagar evidências de crimes

Polícia vai tentar levantar imagens de câmeras de segurança que podem ter flagrado os envolvidos nos incêndios

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 22/09/2020 20:02


A polícia paraguaia ainda não tem pistas sobre as circunstâncias dos três incêndios simultâneos em veículos de luxo, ocorridos nesta terça-feira (22) em Pedro Juan Caballero, que fica na divisa com Ponta Porã, cidade a 323 quilômetros de Campo Grande. Há suspeita de que os carros tenham sido incendiados para apagar possíveis evidências de crimes.

A Land Rover e o Jeep estavam registrados no Paraguai e o Camaro tinha placas do Chile. A Polícia Nacional vai tentar levantar imagens de câmeras de segurança das proximidades de onde os carros foram encontrados para tentar identificar os envolvidos.

O primeiro carro localizado foi a Land Rover branca na rodovia PY 05, no cruzamento da Rua Filemon Valdez, no Bairro Defensores del Chaco. Quando a Polícia Nacional chegou no local, voluntários do Corpo de Bombeiros  de Pedro Juan já combatiam as chamas, mas a água da viatura acabou no meio do procedimento e o carro foi completamente destruído.

Já no cruzamento das ruas Jovens pela Democracia com Cerro Leon foi encontrado queimando um Jeep Unlimited Rubicon também branca. O carro está em nome de um homem, de 51 anos, morador em Hernandárias, nas proximidades de Ciudad del Este.

O outro carro incendiado foi um Camaro branco com placas do Chile. Ele foi queimado no cruzamento das ruas Ytororó com Adélia Speratti, no bairro Santo Antonio. Em todos os casos não havia nenhuma testemunha que soubesse como os incêndios tiveram início, conforme portal Ponta Porã News.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário