ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 

Interior

Casal assassinado deu abrigo e alimento para suspeito que havia deixado presídio

Cuidadora de idosos encontrou casal morto; ela afirmou ter presenciado discussão entre o idoso e o suspeito

Por Dayene Paz | 06/08/2022 12:10
Sangue no local onde idoso foi localizado morto. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)
Sangue no local onde idoso foi localizado morto. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)

Suspeito de um crime brutal, homem identificado como Antônio Evaristo de Macedo, de 58 anos, conhecido como "Martelo", deixou o presídio há poucos dias e estava recebendo assistência de Celeste Vedoja, 75 anos, e Ávio Rodrigues Máximo, de 83, encontrados mortos na manhã deste sábado (6), em Coxim, a 253 km de Campo Grande. Antônio foi preso e uma das linhas de investigação da polícia é latrocínio, roubo seguido de morte.

O caso foi descoberto após uma cuidadora de idosos chegar no imóvel, na região central da cidade, por volta das 6h20. Ela percebeu que a casa estava toda revirada e vários objetos jogados no chão. Logo, encontrou Ávio caído, na área dos fundos da residência, com marcas de sangue. A cuidadora saiu correndo para fora pedindo por socorro.

Celeste foi encontrada morta no quarto do casal. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)
Celeste foi encontrada morta no quarto do casal. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)

A Polícia Militar foi até a residência e constatou que o idoso estava morto. Em seguida, os militares revistaram o local e encontraram Celeste no quarto do casal, em cima da cama, também morta. Os corpos apresentavam rigidez, indicando que a morte tenha ocorrido na noite anterior.

A cuidadora contou que saiu da casa por volta das 18 horas de ontem, ficando o casal e Antônio no local. A mulher disse que o suspeito havia saído do estabelecimento penal de Coxim recentemente e que por não ter onde ficar estava se alimentando na residência dos idosos, onde ficava parte do dia, mas não pernoitava. A cuidadora ainda revelou ter presenciado uma desentendimento entre Ávio e Antônio durante o dia.

A perícia constatou que Celeste foi ferida na jugular e Ávio na nuca. "O instrumento usado foi uma faca de cozinha, que foi encontrada no local e apreendida. A princípio foram essas lesões, mas apenas o exame mais detalhado irá apontar outros ferimentos", disse o perito Eduardo Santana Cardoso.

Na residência foram encontrados dois cachorrinhos. Um deles estava acuado, escondido dentro de uma prateleira, em um quartinho dos fundos da casa. O animal tremia muito e ameaçava morder quem se aproximava. De acordo com informações de familiares, ele dormia com as vítimas. O outro cachorrinho ficou aos cuidados de uma familiar.

Cachorrinho acuado em prateleira. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)
Cachorrinho acuado em prateleira. (Foto: Sheila Forato/Edição de Notícias)

Prisão - Antônio foi localizado e preso pela Polícia Militar, próximo a um mercado. A PM informou que Antônio estava calçando um chinelo que apresentava desgastes no solado e no local dos fatos havia marcas compatíveis com o calçado.


Nos siga no Google Notícias