A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Junho de 2019

21/05/2019 17:05

Choque é acionado e governo reforça segurança em presídio de Dourados

Agepen diz que presos estão trancados, contrariando informações de servidores da PED de que detentos estariam fora das celas

Helio de Freitas, de Dourados
Batalhão de Choque da PM entra na penitenciária de Dourados, em abril de 2018 (Foto: Adilson Domingos)Batalhão de Choque da PM entra na penitenciária de Dourados, em abril de 2018 (Foto: Adilson Domingos)

O Batalhão de Choque da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul foi acionado para apoiar uma operação pente-fino na PED (Penitenciária Estadual e Dourados), onde servidores relatam presos amotinados nesta terça-feira (21). A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) nega o motim e diz que a situação está controlada.

Em nota, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) informou ao Campo Grande News que medidas estão sendo adotadas para reforçar a segurança da penitenciária e também das imediações.

A reportagem apurou que a tensão na PED chegou ao conhecimento do secretário de Segurança Pública Antonio Carlos Videira. Imediatamente o Choque foi acionado para se mobilizar. O deslocamento da tropa de Campo Grande para Dourados deve ocorrer entre a noite de hoje e a madrugada desta quarta-feira (22).

Fontes ouvidas pelo Campo Grande News revelam que a tensão começou quando os agentes descobriram um possível plano de fuga que incluiria a escavação de um túnel no bloco 4, onde ficam presos da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os agentes tentaram entrar no bloco para checar a informação, mas teriam sido repelidos pelos presos. Usando pedras, facas artesanais e até água quente eles impediram a aproximação.

As fontes relataram que pelo menos 120 presos estariam no pátio, se negando a voltar para as celas. A Agepen negou e disse que todos estão trancados.

“A Agepen não confirma a informação de motim na Penitenciária Estadual de Dourados e destaca que a situação no local está sob controle no momento, com os internos trancados em suas celas. Por questões de segurança, não informamos a respeito de eventuais planos de fuga e/ou procedimentos adotados nestes casos”, afirmou a Agência, em nota.

Posteriormente, a reportagem apurou outra versão, de que os presos de fato voltaram para as celas, mas se negam a sair para permitir a revista. Por isso o Batalhão de Choque foi acionado para garantir a segurança dos agentes durante a vistoria que será feita para tentar descobrir se de fato um túnel estaria sendo escavado no presídio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions