A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/05/2016 09:54

Chuva forte volta a causar prejuízos em cidades da região sul de MS

Mariana Castelar
População de Sete Quedas fica com medo de que rio possa ficar atingir a ponte deixando moradores isolados (Foto: Reginaldo Covre de Freitas)População de Sete Quedas fica com medo de que rio possa ficar atingir a ponte deixando moradores isolados (Foto: Reginaldo Covre de Freitas)

As chuvas voltaram a atingir os municípios de Mato Grosso do Sul ontem e hoje, e os estragos com o excesso de água só aumentam em algumas regiões já castigadas. No feriado de Corpus Christi, moradores das cidades de Sete Quedas, Amambai, Juti, Coronel Sapucaia e Ponta Porã ficaram apreensivos com tempo.

Já com um novo decreto pronto solicitando que a cidade continue em situação de emergência, o prefeito de Amambai, Sérgio Diozébio Barbosa (PMDB), informou que a chuva deste feriado, apesar de ter sido fraca, preocupa toda a cidade.

“O novo decreto será publicado nesta segunda-feira (30) porque ainda há regiões bem complicadas na zona rural da cidade. Na estrada velha, que liga Amambai a Iguatemi, só é possível passar a pé e aquele região há cerca de 20 fazendas com pelo menos 200 moradores lá”.

Ele informou que Coronel Sapucaia e Iguatemi também vão estender a situação de emergência de suas cidades. “Conversei com os prefeitos dos dois locais e a situação também está bem complicada”.

Em Amambai, o Inmet (Instituto Nacional de Metereologia) registrou 53,4 milímetros de chuva durante na na quinta-feira (26), e a previsão para o final de semana é de tempo encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas .

Desde o meio dia de ontem, a chuva não cessa em Sete Quedas e o prefeito José Gomes Goulart (PMDB) contou que a cidade ficará em situação de emergência até o fim deste ano.

“Há vários trechos na zona rural que estão interditados e precisamos criar vias alternativas para que as pessoas pudessem transitar para a cidade. Estamos preocupados porque desde ontem a garoa não para e vem acompanhada de pancadas de chuva”.

De acordo com Gourlart, a partir da semana que vem as obras nas três pontes que foram atingidas com as últimas chuvas iniciarão. O Instituto registrou 11,4 milímetros de chuva na quinta-feira, e também prevê tempo encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas neste fim de semana para a cidade.

De 1º a 22 de maio, o Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul, a chuva acumulada na cidade chegou 241 milímetros, e liderou como a cidade mais afetada no Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions