ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Com 180 casos, Dourados vai receber mais R$ 6 milhões para enfrentar covid-19

Repasse de R$ 1 milhão por mês, durante seis meses, foi anunciado pelo secretário de Estado de Saúde

Por Jones Mário | 26/05/2020 12:49
Hospital da Vida é referência em Dourados para casos de novo coronavírus (Foto: Divulgação/PMD))
Hospital da Vida é referência em Dourados para casos de novo coronavírus (Foto: Divulgação/PMD))

O secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, anunciou o repasse de R$ 1 milhão por mês a Dourados - distante 230 quilômetros de Campo Grande -, durante seis meses, para reforçar as ações de enfrentamento à pandemia de novo coronavírus. O município já é o terceiro em número de ocorrências da doença em Mato Grosso do Sul, com 180 confirmações.

O convênio, segundo o titular da SES, será assinado nesta quarta-feira (27). O repasse extra a Dourados foi anunciado hoje (26), durante transmissão ao vivo.

O aporte do Estado vai somar aos R$ 7,2 milhões já direcionados pelo ministério da Saúde, no início de abril, além dos, pelo menos, R$ 445,8 mil distribuídos pela SES a partir de transferências da pasta federal.

Dourados também já recebeu R$ 830 mil em emendas parlamentares para enfrentamento à covid-19, enviada pelos deputados estaduais.

Reunião - Mais tarde, ainda nesta terça (26), secretários de Estado se encontram com prefeitos da região da Grande Dourados, a fim de discutir novas frentes de ação para frear o contágio em massa pela doença.

Estrutura montada no hospital Porta da Esperança, de atendimento a indígenas de Dourados (Foto: Divulgação/PMD)
Estrutura montada no hospital Porta da Esperança, de atendimento a indígenas de Dourados (Foto: Divulgação/PMD)

O frigorífico JBS/Seara, que emprega trabalhadores no entorno de Dourados e abate até 800 suínos por dia, é fonte de preocupação por parte de gestores locais e governo do Estado. Geraldo Resende disse, em entrevista anterior, que as trocas de turno na planta chegam a aglomerar 1,5 mil funcionários.

A unidade da indústria soma casos “expressivos”, segundo já classificou também Resende, mas não suspendeu atividades. O primeiro caso de contaminação de indígena no Estado é de uma trabalhadora da planta. Ao todo, 46 indígenas sul-mato-grossense já foram infectados, segundo boletim da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

Representantes do frigorífico também participam do encontro de logo mais, além dos prefeitos de Douradina, Fátima do Sul, Itaporã, Rio Brilhante e Vicentina.

Somados, os casos de covid-19 nos 11 municípios da Grande Dourados chegam a 308.