ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Com 620 casos de dengue, cidade faz mutirões contra Aedes até no Carnaval

Força-tarefa criada pela prefeitura para combater focos do mosquito esteve em 2.149 imóveis nos primeiros dias do mês

Por Helio de Freitas, de Dourados | 05/02/2016 12:31
Mutirões contra mosquito da dengue seguem até este sábado (Foto: Chico Leite/Divulgação)
Mutirões contra mosquito da dengue seguem até este sábado (Foto: Chico Leite/Divulgação)

A força-tarefa montada com apoio do Exército contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zica vírus, mantém durante o Carnaval os mutirões iniciados há três semanas para combater focos do inseto em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

Com quase 620 casos suspeitos de dengue notificados até o início desta semana, a Secretaria de Saúde do município realiza os mutirões amanhã no Jardim Flórida, região oeste da cidade. Na segunda-feira, mesmo com o ponto facultativo em todas as repartições municipais, a força-tarefa chega ao BNH 1º Plano, região sul da cidade.

Na Quarta-Feira de Cinzas, quando a maioria dos órgãos municipais estará fechada – a exceção será a Central de Atendimento ao Cidadão, que funciona das 12h às 17h – o mutirão contra a dengue ocorre no Jardim Márcia, região leste de Dourados.

Hoje (5), o mutirão acontece no Jardim Guaicurus, Harrison Figueiredo e Dioclécio Artuzi, na região sul, próximo ao Distrito Industrial da cidade.

De acordo com a prefeitura, no mutirão realizado quarta-feira (3), 2.149 imóveis foram vistoriados no Jardim Água Boa, região mais populosa da cidade. Do total, 357 estavam fechados e os agentes entraram com autorização judicial.

Foram localizados 20 focos do mosquito, menos de 1% dos imóveis visitados pela força-tarefa, segundo o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Foram feitas 12 notificações aos proprietários de imóveis em situação inadequada. Em apenas uma casa foi preciso fazer a limpeza e recolhimento de entulhos.

Terrenos sujos – A Secretaria de Serviços Urbanos fez roçada em dez terrenos baldios de particulares, cujo serviço será cobrado dos proprietários. Em outros seis imóveis, além da roçada, a prefeitura fez a retirada de entulhos.

A coordenadora do CCZ, Rosana Alexandre da Silva, disse que o objetivo das ações é conscientizar a população sobre a importância de manter quintais limpos para que não haja depósitos propícios à criação do mosquito e outros vetores. No verão, esses insetos se proliferam de forma mais intensa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário