A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

03/09/2019 10:31

Com apoio chinês, governo instala 96 câmeras em cidade dominada pelo crime

Sistema de monitoramento de Pedro Juan Caballero será ativado amanhã pelo ministro do Interior do Paraguai

Helio de Freitas, de Dourados
Câmera instalada em poste no centro de Pedro Juan Caballero, a poucos metros do território brasileiro (Foto: Porã News)Câmera instalada em poste no centro de Pedro Juan Caballero, a poucos metros do território brasileiro (Foto: Porã News)

O governo do Paraguai ativa nesta quarta-feira (4) o sistema de monitoramento por câmeras em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. Doadas pelo governo chinês, 96 câmeras já foram instaladas e serão oficialmente ligadas amanhã pelo ministro do Interior Juan Ernesto Villamayor.

A vigilância por câmeras é mais uma tentativa do governo paraguaio em frear a expansão do crime organizado no trecho mais violento da fronteira entre os dois países.

Pedro Juan Caballero e Ponta Porã estão no epicentro da guerra travada por facções brasileiras pelo controle do tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional. Estimativas não confirmadas pela polícia dos dois países falam em pelo menos cem assassinatos na região de janeiro até agora. A grande maioria não foi esclarecida e a polícia não tem nenhuma pista de mandantes e matadores.

As câmeras instaladas no centro comercial de Pedro Juan Caballero e em alguns bairros mais violentos estão interligadas à central de monitoramento controlada pela Polícia Nacional do Paraguai.

Com o sistema, o governo paraguaio espera coibir a atuação de assaltantes, sequestradores e pistoleiros que agem livremente nas cidades gêmeas, separadas apenas por uma rua. Funcionando 24 horas por dia, as câmeras também poderão ajudar a elucidar crimes e identificar veículos irregulares que cruzam a fronteira.

Pedro Juan Caballero é o destino da maioria dos veículos roubados em Mato Grosso do Sul. Muitos são usados para trazer maconha para o território brasileiro e outros simplesmente ganham placa paraguaia e rodam livremente do outro lado da fronteira.

Além do ministro do Interior, participam do ato amanhã o governador do departamento (equivalente a estado) de Amambay Ronald Acevedo e o embaixador chinês no Paraguai Diego L. Chou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions