A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/01/2016 10:04

Com apoio de militares, saúde inicia “operação de guerra” contra mosquito

Plano de contingência foi lançado nesta quarta-feira em bairros da região norte, onde índice de infestação chega a 6% dos imóveis

Helio de Freitas, de Dourados
Agente de saúde e soldado do Exército chegam a residência do Santa Brígida para vistoriar terreno (Foto: Eliel Oliveira)Agente de saúde e soldado do Exército chegam a residência do Santa Brígida para vistoriar terreno (Foto: Eliel Oliveira)

Com apoio de soldados do Exército e cem agentes de endemias, entre eles 50 contratados temporariamente, a Secretaria de Saúde iniciou nesta quarta-feira (20) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, uma “operação de guerra” para tentar conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zica vírus.

O plano de contingência elaborado pela prefeitura em parceria com o Exército e CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) foi lançado em ato na Escola Municipal Armando Campos Belo, no Jardim Santa Brígida.

Nesta quarta o mutirão para limpeza de terrenos baldios e para vistoria em imóveis acontece no Santa Brígida, Guanabara, Santa Ermínia, Jardim dos Estados e Piratininga.

Luta contra o Aedes – O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira, que lançou a ação junto com o vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB) e com o presidente da Câmara, Idenor Machado (DEM), disse que o objetivo é eliminar os focos do mosquito e tentar impedir uma epidemia de doenças no verão.

Dourados tem alto índice de infestação do mosquito transmissor da dengue de as outras doenças que também se espalharam pelo país. De acordo com o mais recente Liraa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), em média a infestação é de 4% na cidade quando o considerado tolerável pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é de 0,1%.

Entretanto, em alguns bairros o índice chega a 6%, como é o caso da região norte da cidade. Isso significa que de cada cem casas, seis possuem focos do Aedes aegypti.

Sebastião Nogueira disse que além da limpeza dos terrenos, o plano de contingência iniciado com apoio do Exército tem como objetivo conscientizar os moradores sobre a necessidade de manter os quintais limpos, livres de criadouros do mosquito.

“O trabalho de visitas para combater os focos já estamos fazendo rotineiramente. Agora vamos concentrar as equipes em um movimento maior, par envolver a população”, afirmou. Ele pediu que os moradores dos bairros que recebem as ações nesta quarta colaborem com a limpeza. Caçambas foram levadas aos bairros para recolher os materiais retirados dos quintais.

Só neste ano, 15 mil imóveis já foram vistoriados em Dourados durante os mutirões contra o mosquito da dengue. Pelo menos 400 depósitos de água foram localizados e 300 pessoas notificadas por falta de cuidados com a residência.

Secretário de Saúde fala a agentes e militares sobre força-tarefa contra a dengue (Foto: Eliel Oliveira)Secretário de Saúde fala a agentes e militares sobre força-tarefa contra a dengue (Foto: Eliel Oliveira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions