A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

20/10/2019 12:16

Com fronteira fechada, bolivianos vão às urnas escolher presidente neste domingo

Mais de 200 pessoas que vivem em Corumbá se cadastraram para votar no lado brasileiro da fronteira, em Corumbá

Liniker Ribeiro
Pessoas atravessando fronteira a pé; fronteira está fechada para veículos (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Pessoas atravessando fronteira a pé; fronteira está fechada para veículos (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Mais de 7 milhões de pessoas vão às urnas na Bolívia, neste domingo (20), escolher o candidato que governará o país pelos próximos cinco anos. Por conta disso, a fronteira do país com o Brasil amanheceu fechada, sendo permitida apenas a passagem de pedestres. Por conta das eleições, o fluxo de bolivianos que residem em Corumbá, a 419 quilômetros da Capital, atravessando a fronteira para votar, é grande.

Mesmo assim, tem eleitor que preferiu registrar seu voto no município brasileiro. De acordo com o site Diário Corumbaense, números do Padrón Electoral indicam que 231 bolivianos que moram em Corumbá estão aptos a votar na cidade. Para estes, a votação está sendo realizada na Escola Cyríaco Félix de Toledo, localizada na rua Major Gama, entre a Treze de Junho e Delamare, bem no Centro de Corumbá.

Entre os candidatos, o atual presidente, Evo Morales, concorre ao pleito em busca de seu quarto mandato. Se vencer, o político pode alcançar a marca de 19 anos à frente do governo boliviano, se tornando o chefe de estado latino-americano que está há mais tempo no poder.

Conforme a lei, o tempo de votação na Bolívia será é de 8 horas. Para ser eleito, o candidato precisa conseguir 50% dos votos mais um, ou então 40% com diferença de 10 pontos para o segundo colocado.

Em Corumbá, a votação teve início às 8h e seguirá até às 16h. Após o encerramento da votação, o resultado será enviado a La Paz, Capital do país vizinho, para computação geral.

Ainda segundo o site, mais de 45 mil bolivianos que vivem no Brasil estão aptos ao voto, conforme o Tribunal Supremo Eleitoral Boliviano. A votação também estará disponível em 33 outros países. Além de presidente, o país vizinho escolhe hoje deputados e senadores.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions