ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Com mil doses, Dourados começa a vacinar pessoas de 45 anos amanhã

Vacinação será no drive-thru do pavilhão de eventos, das 8h em diante

Por Helio de Freitas, de Dourados | 18/06/2021 10:41
Fila de carros no drive-thru ao lado do estádio Douradão, nesta semana (Foto: Hallino Gomes)
Fila de carros no drive-thru ao lado do estádio Douradão, nesta semana (Foto: Hallino Gomes)

Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul localizada a 233 km de Campo Grande, começa neste sábado (19) a vacinar pessoas de 45 anos acima contra a covid-19.

Depois de zerar o estoque de vacinas na quarta-feira (16) vacinando pessoas a partir de 48 anos, a prefeitura anunciou nesta sexta-feira que retoma a imunização amanhã com mil doses da vacina AstraZeneca.

A imunização começa às 8h no drive-thru montado no Pavilhão de Eventos Dom Teodardo Leitz, na Avenida Coronel Ponciano, lado do estádio Douradão. É preciso apresentar documento com foto, CPF e comprovante de residência. Segundo a prefeitura, a vacinação vai seguir até o final das mil doses.

No Centro de Convivência do Idoso “André’s Chamorro”, na Rua Cafelândia, continua a aplicação da segunda dose em pessoas que ainda estão com o reforço da Coronavac em atraso e também naquelas que tomaram a dose 1 da AstraZeneca.

A prefeitura orienta a população a ficar atenta à data da dose 2. A informação está no cartão de vacinação. O período de intervalo entre a dose 1 e a dose 2 para quem tomou AstraZeneca e Pfizer é de 90 dias. Para quem tomou Coronavac, o intervalo é de 28 dias.

Segundo o Vacinômetro, da Secretaria Estadual de Saúde, 121.139 douradenses já tomaram pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19. São 86.297 imunizados com a primeira dose e 34.842 já tomaram as duas doses.

Até hoje, 99,27% das primeiras doses enviadas ao município já foram aplicadas. Já na segunda dose, o percentual de aplicação é de 78,31%.

A prefeitura afirma que existe atraso dos dados lançados porque os números relacionados a Dourados incluem as doses enviadas para a população indígena, cuja imunização é controlada pelo Dsei (Distrito Sanitário Especial Indígena).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário