ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Paciente de Dourados é o segundo a voltar de Rondônia após sobreviver a covid

Ele foi para Porto Velho (RO) em 5 de junho, já que não há vaga de UTI em Mato Grosso do Sul

Por Guilherme Correia | 17/06/2021 11:40
Cleiton, em foto tirada com a mãe, Joanes, antes da pandemia (Foto: Arquivo pessoal)
Cleiton, em foto tirada com a mãe, Joanes, antes da pandemia (Foto: Arquivo pessoal)

O comerciante Cleiton Braga dos Santos, de 33 anos, um dos pacientes de Mato Grosso do Sul que foram transferidos para leitos de terapia intensiva em hospitais de Porto Velho (RO), recebeu alta nesta quinta-feira (17).

Ao todo, 12 pessoas já foram enviadas para Porto Velho (RO), 8 para São Bernardo do Campo (SP) e 17 para São Paulo (SP). Até terça-feira, uma paciente de Dourados, de 29 anos, que estava hospitalizada em território rondonense recebeu alta. De todos eles, quatro não resistiram e morreram.

Cleiton foi levado de avião no dia 4 de junho, junto com a outras seis pessoas de Dourados para serem internados em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no estado de Rondônia.

Segundo o jornal Agora News, ele ficou internado em ala intensiva do Hospital de Base Ary Pinheiro até a terça-feira (15), quando foi transferido para a enfermaria de outro hospital no mesmo dia.

Depois de entrar em contato com a assistente social do hospital de Porto Velho e com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), ele e a mãe, Joanes Braga, deverão retornar a Dourados no sábado (19).

Colapso - Por conta do agravamento de casos de covid-19, os hospitais sul-mato-grossenses têm registrado alta nas internações e gerado superlotação dos leitos de UTI. A média estadual, conforme boletim publicado hoje, é de 107% de ocupação - portanto, não há vagas e há excedente de pacientes acima da capacidade.

Essa situação crítica que Mato Grosso do Sul vive fez com que alguns pacientes daqui tivessem de ser regulados a outros estados brasileiros.

Na última terça-feira (15), três pacientes com coronavírus foram transferidos a Rondônia, totalizando 37 sul-mato-grossenses regulados para serem internados em outros lugares.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário