ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Comissão articula abertura de três graduações em unidades da UFMS

Priscilla Peres | 02/06/2015 17:31
Senador Moka se reuniu com representantes hoje, para viabilizar os cursos. (Foto: Divulgação)
Senador Moka se reuniu com representantes hoje, para viabilizar os cursos. (Foto: Divulgação)

Representantes da Educação, prefeitos municipais e o senador Moka (PMDB) se reuniram hoje para viabilizar a abertura de três novos cursos superiores em Mato Grosso do Sul no próximo ano. O objetivo é ampliar a gama de oportunidades aos moradores do interior.

As autoridades estudam a abertura da graduação em Medicina Veterinária em Paranaíba e de Engenharia Civil e Engenharia de Produção em Nova Andradina. A reitora da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Célia Maria Silva, tem uma nova reunião agendada com o Ministério da Educação nos próximos dias.

Nela, será apresentado cronograma de desembolsos de recursos para que os cursos comecem a funcionar já no primeiro semestre do ano que vem. Essa possibilidade só existe, ressalva Célia Maria, se a proposta de investimento mínimo for aprovada. O ministro interino da Educação, Luiz Cláudio Costa foi já comunicado de que os municípios estão em condições de receber os cursos, com espaço já destinado a cada um deles

Em Paranaíba, a estrutura disponível atende aos dois primeiros anos da graduação em Medicina Veterinária. “Do terceiro ano em diante, vamos precisar de um novo prédio para abrigar laboratórios e um hospital veterinário”, acrescentou a reitora. Lá estão previstos investimentos de R$ 36 milhões em 4 anos. O curso também tem destinado R$ 15 milhões de uma emenda da bancada federal.

Já em Nova Andradina o espaço para as graduações de Engenharia Civil e Engenharia de Produção está garantido. A reitora explica que o fato de a cidade oferecer os cursos de Gestão Financeira e de Administração, áreas com disciplinas básicas semelhantes às de Engenharia, facilitará a implantação dos cursos.

Para o senador Moka, a criação dessas três graduações vai beneficiar centenas de estudantes das regiões do Bolsão e Conesul, onde há carência na oferta de vagas nessas áreas. “São regiões de grande importância para a economia do nosso Estado e que merecem ser servidas por esses cursos”, afirmou. “Mas dependemos do sinal verde do Ministério da Educação”.

Os prefeitos de Nova Andradina e Paranaíba, Roberto Hashioka e Diogo Tita, respectivamente, ressaltaram a importância da abertura dos cursos para fomentar a educação e profissionalizar os moradores dos municípios.

Nos siga no Google Notícias