A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

22/10/2018 20:32

Condutor que causou acidente com morte de casal é liberado pela polícia

Idoso de 72 anos disse ter fugido por medo de represálias, se apresentou hoje e confessou o envolvimento, mas como não houve flagrante foi solto pelo delegado

Adriano Fernandes
Moto do casal ficou completamente destruída. (Foto: Rio Brilhante em Tempo Real) Moto do casal ficou completamente destruída. (Foto: Rio Brilhante em Tempo Real)

Um homem de 72 anos, que não teve o nome divulgado pela Policia, se apresentou na manhã desta segunda-feira (22) na Delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante e confessou ser o motorista da caminhonete S10, preta, que colidiu na moto de um casal na BR-267, durante a noite do último sábado (20) no município que fica a 163 quilômetros de Campo Grande.

Josiane da Silva Rodrigues, 26 anos e Wallison Adriel da Silva, 27 anos, morreram na hora. Ao delegado responsável pelo caso, Guilherme Seriam o condutor disse que estava sozinho na hora do acidente que teria ocorrido durante uma ultrapassagem.

Segundo o idoso, ele seguia sentido a Rio Brilhante, a caminho da fazenda onde mora entre Rio Brilhante e Maracaju, quando em determinado momento do trajeto um outro carro ultrapassou a caminhonete e na pista contaria vinha a moto.

Para não bater no carro o piloto teria tentado desviar para a pista contrária, mas atingiu S10. Questionado o motivo pelo qual deixou o local entes da chegada da Polícia, o idoso disse ao delegado que ficou com medo de represálias de familiares das vítimas.

Segundo o depoimento ele permaneceu no local por cerca de 30 minutos e abandonou o local quando outras testemunhas começaram a se aglomerar próximo ao acidente. Ele disse que não estava bêbado na hora da colisão e que tampouco bebe.

Depois de ser ouvido o idoso foi liberado pois não houve flagrante do crime. Ele vai responder em liberada por homicídio culposo na direção de veiculo, conforme o Rio Brilhante em Tempo Real. O laudo pericial feito no local do acidente deve ficar pronto em até 30 dias.

Fatalidade - Familiares das vítimas disseram à polícia que o casal iria para Sidrolândia onde dormiria na casa de uma tia de Wallison. Neste domingo o rapaz viria para Campo Grande passar pelo exame psicotécnico do concurso da Policia Militar.

Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) de Dourados e depois serão levados para Ivinhema. O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions