A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

19/07/2019 23:12

Conselho é formado para fiscalizar repasses da União para município

Formação do conselho foi motivada pelo corte de R$ 30 milhões da obra do aeroporto; governo já anunciou que verba será mantida

Adriano Fernandes e Helio de Freitas, de Dourados
Autoridades durante a reunião desta sexta-feira. (Foto: Thiago Morais) Autoridades durante a reunião desta sexta-feira. (Foto: Thiago Morais)

O corte do Governo Federal de R$ 30 milhões que seria repassado para obras no aeroporto de Dourados, impulsionou a criação de um conselho formado por empresários e políticos, que irão tentar garantir os interesses econômicos do município, incluindo novos repasses para a obra.

Nesta sexta-feira (19) o presidente da Câmara de Dourados, Alan Guedes (DEM), se reuniu com representantes de vários segmentos e do setor público no plenarinho do Legislativo para a criação do conselho.

Além de Guedes o grupo é formado pela Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), o Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados), o Sindicato Rural de Dourados, Clube de Imprensa de Dourados, Udam (União Douradense das Associações de Moradores), além de vereadores e representantes da prefeitura.

A partir da demanda em torno do aeroporto, o objetivo é estabelecer um grupo fixo que também tentará garantir o aporte para as demais questões econômicas relevantes ao município.

Também reforçaram a proposta do Conselho os vereadores Alberto Alves dos Santos, o Bebeto, (PL), Marcelo Mourão (PRP), Mauricio Lemes (PSB), Junior Rodrigues e Jânio Miguel (ambos do PL), Romualdo Ramim (PDT), Lia Nogueira (PL), Olavo Sul (Patriotas) e Juarez de Oliveira (MDB).

Fechando o encontro, o presidente da Câmara Alan Guedes anunciou que um documento, com o resultado desses encaminhamentos será entregue já na segunda-feira (22), ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“É importante aproveitar essa sintonia do ministro com presidente Jair Bolsonaro. Vamos fazer chegar ao chefe da Casa Civil, ministro Onix Lorenzoni, essa preocupação de Dourados, da mesma forma que iremos acionar a bancada do Estado em Brasília, nossos representantes na Assembleia Legislativa, o governador Reinaldo Azambuja e o vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura Murilo Zauith”, afirmou Alan Guedes.

Segundo ele, o objetivo é reforçar com o secretário nacional de Aviação Civil do Governo Raul Glauzmann a confiança de que os recursos não serão desviados da obra do aeroporto, como ele disse em evento quinta-feira (18) em Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions