ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Copa e turismo não refletem no aumento da criminalidade no Estado

Por Renan Nucci | 20/06/2014 16:05
Defron e DOF fazem a segurança nas fronteiras de MS. (Foto; Divulgação)
Defron e DOF fazem a segurança nas fronteiras de MS. (Foto; Divulgação)

A fiscalização na região de fronteira segue tranquila mesmo em período de Copa do Mundo, afirma o delegado Venâncio Caputti Neto, da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira).

Segundo ele, a polícia manteve as operações de rotina juntamente com o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), e até o momento as ocorrências estão dentro da normalidade.

O aumento no fluxo de turistas, principalmente na região de Ponta Porã, município sul-mato-grossense localizado a 323 quilômetros de Campo Grande e que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai, não refletiu no aumento da criminalidade.

“Estamos com as operações de rotina e fiscalizações itinerantes, o que tem inibido algumas ações criminosas, mas o número de ocorrências não se alterou”, disse o delegado.

Referência – Juntamente com o DOF, a Defron forma no Mato Grosso do Sul uma das principais frentes de combate aos crimes de fronteira no país, frente esta considerada por outras entidades como um modelo a ser seguido. Só no ano passado, as forças de segurança apreenderam cerca de 30 toneladas de entorpecentes, causando prejuízo de R$ 12 bilhões aos traficantes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário