A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

12/08/2019 20:55

Corpo não tinha sinais de violência e morte de jovem foi por afogamento

Wendel Silva Alves, de 21 anos, havia desaparecido enquanto pescava com outros dois amigos.

Adriano Fernandes
Wendel Silva Alves, de 21 anos. (Foto: Edição/MS) Wendel Silva Alves, de 21 anos. (Foto: Edição/MS)

Peritos do IML (Instituo Médico Legal) de Coxim, cidade a 260 quilômetros de Campo Grande, não identificaram nenhum sinal de violência no corpo de Wendel Silva Alves, de 21 anos, encontrado boiando nas águas do Rio Taquari, nesta manhã (12).

O exame necroscópico constatou morte por afogamento e afastou a possibilidade de que possa ter sido agredido antes de ser levado pela correnteza, na noite da última quarta-feira (7) enquanto pescava.

Na ocasião, o rapaz estava com dois amigos, Anderson Damião Franco Silva, de 30 anos, e Valderley da Silva Sampaio, de 35 anos, no ponto de deságue do córrego Fortaleza, conforme o site Edição MS. A dupla, no entanto, só informou sobre o fato na tarde do dia seguinte (8), quando o desaparecimento já havia ganhado repercussão pela cidade, deixando os familiares apreensivos e desconfiados dos amigos, diante do sumiço de Wendel.

Anderson disse que eles usavam barco e rede na modalidade arrastão na pescaria. No momento em que a rede era manuseada, ele sentiu um puxão. Na sequência, escutou Wendel enroscado na rede pedir por socorro. Apesar da escuridão, ele foi em direção ao colega e tentou ajudá-lo, porém, o jovem se afogou e acabou desaparecendo.

Os petrechos que o trio utilizava no momento do acidente foram apreendidos. O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia Civil do município.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions